cdl novo

Governo do TO assume serviços da Litucera e acusa empresa usar cidadãos para pressionar

Estado vai publicar nesta segunda decreto que determina a requisição administrativa dos bens móveis da empresa que são utilizados nos trabalhos

CLEBER TOLEDO, DA REDAÇÃO 29 de Aug de 2016 - 13h04, atualizado às 13h32
Compartilhe
Da Redação

O governo do Tocantins anunciou no início da tarde desta segunda-feira, 29, que vai assumir, em caráter emergencial, a administração dos serviços de alimentação, limpeza e rouparia dos hospitais públicos do Estado. Conforme a Secretaria Estadual de Comunicação (Secom), a decisão é em virtude de a empresa Litucera Limpeza e Engenharia Ltda "promover repetidas interrupções nos trabalhos e por ter notificado o Estado acerca da paralisação total dos serviços contratuais" a partir desta terça-feira, 30.

Para isso, a Secom afirmou que o governo publicará nesta segunda decreto que determina a requisição administrativa dos bens móveis da empresa que são utilizados nos trabalhos.

O governo também confirmou que está selecionando novos prestadores de serviços para os assumir esses trabalhos. "O governo do Tocantins não admitirá que, mais uma vez, cidadãos em situação de vulnerabilidade sejam usados como instrumento de pressão sem medir consequências”, afirma a nota da Secom.

Confira a seguir a íntegra:

"NOTA
Governo assume serviços na saúde
27 de agosto de 2016

O Governo do Tocantins comunica a todos os tocantinenses que vai assumir, em caráter emergencial, a administração dos serviços de alimentação, limpeza e rouparia dos hospitais públicos do estado. A decisão é em virtude da empresa Litucera Limpeza e Engenharia Ltda promover repetidas interrupções nos trabalhos e por ter notificado o Estado acerca da paralisação total dos serviços contratuais a partir do dia 30 de agosto do corrente ano.

Diante do grave perigo de sérios danos à coletividade, o Governo do Tocantins fará aquisição de insumos e se valerá dos recursos humanos necessários para garantir a continuidade dos serviços em todas as unidades hospitalares do estado. Para isso, publica hoje decreto que determina a requisição administrativa dos bens móveis da empresa que são utilizados nos trabalhos em questão. A intenção é garantir a manutenção dos serviços, preservando o direito a alimentação de pacientes, acompanhante‘ e servidores e assegurando as condições higiênicas adequadas nos ambientes hospitalares.

O Governo do Tocantins não admitirá que, mais uma vez, cidadãos em situação de vulnerabilidade sejam usados como instrumento de pressão sem medir consequências. Ao mesmo tempo, o Estado dará continuidade ao processo seletivo de novos prestadores de serviços para assumir os trabalhos em definitivo. Até lá, o governo pede a compreensão da população para as eventuais dificuldades que poderão ocorrer nos hospitais públicos neste período transitório, com a consciência de que a gestão está empenhada na solução dos problemas que tanto fazem a nossa gente sofrer.
 
Secretaria de Estado da Comunicação (SECOM)"

Comentários

Redação: Palmas, Tocantins, Brasil, +55 (63) 9 9219.5340, +55 (63) 9 9216.9026, redacao@clebertoledo.com.br
2005 - 2017 © Cleber Toledo • Política com credibilidade
ArtemSite Agência Digital