cdl novo

Alunos e militares do Exército brasileiro vão atuar como brigadistas na Capital

Cadetes receberam instruções sobre como manusear objetos e equipamentos que auxiliam o combate ao fogo

RAIMUNDA CARVALHO, DA REDAÇÃO 13 de Jul de 2017 - 08h51, atualizado às 10h07
Compartilhe
Foto: Valdo França/Ascom Defesa Civil
Foram capacitados 40 novos brigadistas, que podem auxiliar as ações de combate aos incêndios florestais

Com a intenção de combater possíveis focos de calor que resultem em queimadas no entorno da Serra do Lajeado em Palmas, o governo do Tocantins, por meio da Defesa Civil Estadual, firmou parceria com o Exército Brasileiro para que alunos e militares do 22° Batalhão de Infantaria na Capital possam atuar como brigadistas na área próxima ao Batalhão além de auxiliar em possíveis combates em outras áreas no Estado.

Com a parceria, foram capacitados 40 novos brigadistas, que podem auxiliar as ações de combate aos incêndios florestais tendo em vista o período de estiagem, os baixos índices de umidade relativa registrados nos últimos dias, além do ranking dos registros de número de focos de calor que colocaram o Tocantins em segundo lugar no início do mês.

Segundo o diretor executivo da Defesa Civil Estadual, o major bombeiro Diógenes Madeira, além das instruções sobre combate aos incêndios florestais, militares e alunos receberam instruções sobre como manusear objetos e equipamentos que auxiliam o combate ao fogo. “ Ministramos o mesmo treinamento que realizamos nas formações de equipes de brigadistas nos municípios tocantinenses. Nossa intenção é contar com mais uma força-tarefa de colaboradores no combate a possíveis focos de calor que resultem em incêndios florestais em Palmas e nos municípios vizinhos”, ressaltou.

Decreto
No início do mês, o governador Marcelo Miranda (PMDB) assinou o Decreto de Emergência Ambiental que declara situação de risco de desastre ambiental resultante de queimadas e incêndios florestais em sete municípios tocantinenses.

Conforme o Decreto, os municípios de Formoso do Araguaia, Lagoa da Confusão, Lizarda, Novo Acordo, São Felix, Pium e Ponte Alta do Tocantins serão os contemplados por estarem localizados próximos a regiões de áreas protegidas e por registrarem os maiores índices de focos de queimada no Estado. (Com informações da assessoria de imprensa)


Comentários

Redação: Palmas, Tocantins, Brasil, +55 (63) 9 9219.5340, +55 (63) 9 9216.9026, redacao@clebertoledo.com.br
2005 - 2017 © Cleber Toledo • Política com credibilidade
ArtemSite Agência Digital