cdl novo

Marcelo Miranda sonda banco holandês em busca de investimentos em agricultura familiar

Da Redação 12 de Jan de 2018 - 15h55
Compartilhe
Foto: Pedro Barbosa/Secom Tocantins
Marcelo vê Tocantins confortável em candidatar-se em projeto da Rabobank por investir em agricultura sustentável

O governador Marcelo Miranda (MDB) se reuniu nesta sexta-feira, 12, em Utrecht, na Holanda, com a chefe global do Rabobank, Jacqueline Pieters, e outros executivos da instituição financeira. O principal objetivo da visita foi o conhecer a parceria da fundação com a Organização das Nações Unidas (ONU) que prevê investimentos de US$ 1 bilhão de dólares projetos de agricultura sustentável. O tocantinenses esteve acompanhado da embaixadora do Brasil no País, Regina Dunlop.

Na oportunidade, o governador apresentou um panorama da agricultura familiar no Estado. O programa deve conceder subsídios e créditos aos agricultores envolvidos na produção, processamento ou comércio de commodities agrícolas, baseado na sustentabilidade. O Brasil e a Indonésia serão os primeiros países beneficiados.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Tocantins tem mais de 56 mil agricultores familiares, foco do projeto de investimento da Fundação. Marcelo Miranda explicou que, por meio do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), parte desses agricultores tem assistência técnica.

“Dos 14 programas e projetos do Ruraltins, cinco são voltados para a agricultura sustentável. Isso nos deixa bastante à vontade para nos candidatar a ser um Estado que possam receber parte desse recurso já que estamos na mesma linha das exigências do programa”, afirma o governador.

Desenvolvimento sustentável
A representante da Rabobank no Brasil, Eva Teekens, apresentou à comitiva o balanço do trabalho da instituição. Segundo relatou, 22 milhões de euros (€) já foram investidos em 288 projetos, beneficiando mais de 4 mil agricultores em 22 países da África, Ásia e América do Sul. “O objetivo da fundação é o desenvolvimento sustentável, o combate à fome e ao desemprego, dando transparência ao processo de produção ao consumidor final”, explica.

As exigências para se candidatar aos recursos são a proteção e restauração florestal, e o envolvimento de agricultores familiares. A agricultura responde por cerca de um quarto do total anual de emissões de gases do efeito estufa, sendo o segundo maior responsável pelas mudanças climáticas. A partir do encontro, ficou acertado que o governo do Tocantins irá preparar um estudo de prioridades do segmento no Estado para enviar à Fundação Rabobank.

Tocantins Agro
Além do programa de investimento da Fundação Rabobank, o secretário de estado do Desenvolvimento, Alexandro de Castro, explicou o projeto Tocantins Agro à diretoria do banco. O conceito do Tocantins Agro é a estruturação das cadeias produtivas do agronegócio, em uma área definida como zona de negócios.

O governo pretende dar suporte de infraestrutura básica para que a iniciativa privada possa processar o que é produzido e oferecer, a partir do Tocantins, produtos de alta qualidade, competitivos no mercado internacional. “O Estado vai estimular o desenvolvimento da agroindústria. O Tocantins Agro é apenas o embrião para a expansão da cadeia produtiva da agricultura no Estado.” destacou.

A chefe global do Rabobank, Jacqueline Pieters, mostrou interesse no projeto e disse como a instituição pode contribuir nesse processo. “Eu estou muito disposta a contatar nossa rede de clientes para fazer essa promoção do Estado. Vamos usar o network do Rabobank Brasil para fazer essa propaganda do Tocantins”, assegurou a executiva.

Histórico
O Rabobank é uma multinacional holandesa bancária com mais de 200 anos de fundação. É líder global em financiamento para alimentação, agro financiamento e sustentabilidade orientada. (Com informações da Secom Tocantins)

 

Comentários

Redação: Palmas, Tocantins, Brasil, +55 (63) 9 9219.5340, +55 (63) 9 9216.9026, [email protected]
2005 - 2018 © Cleber Toledo • Política com credibilidade
ArtemSite Agência Digital