Tonolucro

Família Miranda tem 1 preso e 6 com condução coercitiva; confira lista de todos

CLEBER TOLEDO, DA REDAÇÃO 28 de Nov de 2016 - 18h25, atualizado às 11h35
Compartilhe
Foto: Ademir dos Anjos
Júnior (à esq.), que foi preso, e Brito e Marcelo, que prestaram depoimento nesta segunda-feira

Da Redação

Sete membros da família Miranda foram envolvidos pela Justiça Federal na Operação Reis do Gado, deflagrada nesta segunda-feira, 28, pela Polícia Federal. Deles, seis tiveram que depor e um foi preso, o irmão do governador Marcelo Miranda (PMDB), Júnior Miranda. Ele foi preso em Goiânia e trazido a Palmas no avião da PF.

Marcelo foi levado para depor na Justiça Federal, pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Mauro Campbel, já que o governador tem foro privilegiado.

Além dele, tiveram condução coercitiva o pai, ex-secretário estadual de Infraestrutura Brito Miranda; a irmã de Marcelo, Maria da Glória Carvalho Miranda; o tio do governador e controlador-geral do Estado, Luiz Antônio da Rocha; a cunhada Márcia Pires Lobo, esposa de Júnior Miranda; e o primo e empreiteiro Luciano Carvalho da Rocha, filho de Luiz Antônio da Rocha.

Dois empreiteiros envolvidos com a Ápia foram envolvidos na operação desta segunda, Marcus Vinícius Lima Ribeiro, que foi preso, e Rossine Aires Guimarães, conuzido coercitivamente, ambos de Araguaína.

Além deles, servidores do Estado foram presos, caso do secretário estadual de Infraestrutura, Sérgio Leão, e Carlos Gomes Cavalcante Mundim Araújo, diretor de compras e licitação da Secretaria Estadual de Educação (Seduc).

Outros dois empreiteiros que atuaram no governo do Tocantins nos primeiros mandatos de Marcelo também foram presos, Alex Peixoto dos Santos e José Miguel Santos Peixoto, irmãos, que eram donos da Feci Engenharia.

Marcelo, Brito e Júnior Miranda ainda tiveram decretada a indisponibilidade de seus bens.

Confira a lista completa dos citados na Operação Reis do Gado:

Família Miranda:

⁃ Marcelo Miranda, governador
⁃ Brito Miranda, pai
⁃ Júnior Miranda (preso), irmão
⁃ Maria da Glória Carvalho Miranda, irmã
⁃ Luciano Carvalho da Rocha, empreiteiro e primo do governador
⁃ Márcia Pires Lobo, esposa de Júnior Miranda e cunhada do governador
⁃ Luiz Antônio da Rocha, tio do governador

Prisão temporária decretada:

— José Edmar Brito Miranda Júnior, o Júnior Miranda
— Marcus Vinícius Lima Ribeiro, MVL
— Sérgio Leão, secretário estadual de Infraestrutura
— Carlos Gomes Cavalcante Mundim Araújo, comissão de licitação da Seduc
— Alex Câmara
— Alaor Dias Junqueira, contador
— Alex Peixoto dos Santos
— José Miguel Santos Peixoto

Indisponibilidade dos bens:

— Marcelo Miranda
— Brito Miranda
— Júnior Miranda

Condução coercitiva decretada:

— Maria da Glória Carvalho Miranda, irmã de Marcelo Miranda
— Deise Regina Chaves da Silva
— Luciano Carvalho da Rocha, empreiteiro e primo do governador
— Marcelino Leão Mendonça
— José Edmar Brito Miranda, ex-secretário de Infraestrutura e pai do governador
— Luiz Pereira Martins
— João Franco da Silveira Bueno
— Marcelo de Carvalho Miranda, governador
— Márcia Pires Lobo, esposa de Júnior Miranda e cunhada do governador
— Antônio Lucena Barros
— Rossine Aires Guimarães, empreiteiro
— José Augusto Pires Paula
— Deusenir Ribeiro de Souza
— Almir José dos Santos
— Ana Lídia Candido dos Santos
— Lidiane Candido dos Santos
— Ariella Ramalho Reis
— Luiz Antônio da Rocha, tio do governador, controlador-geral do Estado

— Carlos Batista de Almeida
— Aldimir Lima Nunes
— João Cleber de Souza Torres
— Francisco Torres de Paula Filho
— José Teodósio da Silva
— José Wilson Siqueira Campos, ex-governador

Comentários

Redação: Palmas, Tocantins, Brasil, +55 (63) 9 9219.5340, +55 (63) 9 9216.9026, [email protected]
2005 - 2017 © Cleber Toledo • Política com credibilidade
ArtemSite Agência Digital