Tonolucro

Saiba tudo sobre a Abdominoplastia: cirurgia plástica abdominal

Médico Gustavo Salviano esclarece as dúvidas mais frequentes do procedimento

THAIS RAMALHO, DA REDAÇÃO 29 de Jan de 2013 - 09h43, atualizado às 10h36
Compartilhe
Foto: Divulgação
Gustavo Salviano
É cirurgião plástico, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, membro da American Society of Plastic Surgeons
drgustavosalviano@gmail.com
Com o envelhecimento, após gravidez ou alternância de peso, ocorre o acúmulo de gordura e flacidez de pele e cinta muscular do abdome, principalmente abaixo do umbigo, comprometendo a estética do contorno corporal dessa região, em alguns casos causando o abdome "em avental".

O objetivo da abdominoplastia é remodelar o abdome ao retirar o excesso de tecido (pele e gordura) que se acumula abaixo do umbigo e ao ajustar a cinta muscular frouxa. Quando indicado, pode ser associada a lipoaspiração para uma melhora ainda maior do contorno corporal.

A cirurgia do abdome deixa cicatriz muito visível?
A cicatriz resultante de uma abdominoplastia localiza-se horizontalmente logo acima da implantação dos pelos pubianos, prolongando-se lateralmente em maior ou menor extensão, dependendo do volume do abdome a ser corrigido. Esta cicatriz é planejada para ficar disfarçada sob as roupas de banho, e infalivelmente passará por vários períodos de evolução, como se segue:

A) Período imediato: Vai até o 30º dia e apresenta-se com aspecto excelente e pouco visível. Alguns casos apresentam discreta reação aos pontos ou ao curativo.
B) Período mediato: Vai do 30º dia até o 12º mês. Neste período haverá espessamento natural da cicatriz, bem como mudança na tonalidade de sua cor, passando de “vermelho” para o “marrom”, que vai, aos poucos, clareando. Este período, o menos favorável da evolução cicatricial, é o que mais preocupa as pacientes. Como não podemos apressar o processo natural da cicatrização, recomendamos às pacientes que não se preocupem, pois o período tardio se encarregará de diminuir os vestígios cicatriciais.
C) Período tardio: Vai do 12º ao 18º mês. Neste período, a cicatriz começa a tornar-se mais clara e menos consistente atingindo, assim, o seu aspecto definitivo. Qualquer avaliação do resultado definitivo da cirurgia do abdome deverá ser feita após este período.

É verdade que será feito um novo umbigo?
Não. Normalmente o seu próprio umbigo será transplantado e, se necessário, remodelado. Existe sim a técnica para a confecção de um novo umbigo, mas não é a técnica mais utilizada na atualidade. Vale dizer que a naturalidade do umbigo é crucial para o sucesso da cirurgia, visto que será a única cicatriz visível em situações específicas, como na ocasião do uso de trajes de banho ou de academia.

Há perigo nesta operação?
Raramente a cirurgia de abdominoplastia traz sérias complicações, desde que realizada dentro de critérios técnicos, por cirurgião plástico e em ambiente adequado. Isto se deve ao fato de se preparar convenientemente cada paciente para o ato operatório, além de ponderarmos sobre a possibilidade de associação desta cirurgia simultaneamente a outras.

Quanto tempo dura o ato cirúrgico?
Em torno de 2 horas. O tempo de ato cirúrgico não deve ser confundido com o tempo de permanência do paciente no ambiente de Centro Cirúrgico, pois, esta permanência envolve também o período de preparação anestésica e recuperação pós-operatória. Seu médico poderá lhe informar quanto ao tempo total.

Comentários

Redação: Palmas, Tocantins, Brasil, +55 (63) 9 9219.5340, +55 (63) 9 9216.9026, redacao@clebertoledo.com.br
2005 - 2017 © Cleber Toledo • Política com credibilidade
ArtemSite Agência Digital