CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Denunciados, dois dos assaltantes a Manoel Silvino são membros do PCC, diz MPE

0
Denunciados, dois dos assaltantes a Manoel Silvino são membros do PCC, diz MPE
5 (100%) 3 votos

Daynan Ribeiro Silveira e Matheus Carvalho da Silva, vulgo “Branquinho”, dois dos três jovens que assaltaram a residência do prefeito de Tocantínia, Manoel Silvino (SD), no dia 4, são membros da facção criminosa paulista Primeiro Comando da Capital (PCC). A informação é do promotor João Edson de Souza, que denunciou a dupla à Justiça nesta segunda-feira, 19. 

Durante o roubo, o gestor e seu motorista, João Mascarenhas Barros, foram baleados. O promotor pede a condenação dos dois suspeitos por roubo majorado, latrocínio tentado e receptação.

Os suspeitos foram presos por uma força-tarefa formada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público Estadual (MPE), em conjunto com as Polícias Militar e Civil. Eles se encontram recolhidos na Cadeia Pública de Miracema.

Conforme o Ministério Público Estadual (MPE), Branquinho confessou a prática dos crimes e afirmou ser o autor dos disparos de arma de fogo que atingiram Manoel Silvino e João Mascarenhas. Daynan, ainda de acordo com o MPE, também confessou ter participado da ação, mas afirmou que sua função foi somente vigiar o imóvel, para que os comparsas agissem com toda tranquilidade. Um terceiro participante do crime ainda está foragido.

Entenda o Caso
Segundo testemunhas, o prefeito estava em casa com parentes e amigos se preparando para comemorar o aniversário, quando pediu que o motorista o levasse até uma padaria. Os criminosos se aproveitaram do momento para entrar na casa e render quem estava no local, inclusive os três filhos do político, todos menores de idade. Três homens participaram da ação, dois entraram e um ficou do lado de fora da casa.

Testemunhas contaram ainda que os homens agrediram a mulher do prefeito e outras pessoas, entre eles o ex-prefeito de Santa Fé do Araguaia e ex-presidente da Associação Tocantinense de Municípios (ATM) Valtênis Lino.

Quando Silvino e o motorista retornaram, perceberam o assalto. Ele e o motorista foram baleados, após o prefeito reagir e tentar tomar a arma de um dos assaltantes.

Silvino foi encaminhado para o Hospital Geral de Palmas (HGP) e passou por cirurgia para a retirada da bala alojada na barriga. Recebeu alta no dia 12, após ficar oito dias internado. O motorista João Mascarenhas foi internado no Hospital Regional de Miracema e não precisou passar por cirurgia, recebendo alta no dia 5. (Com informações da Ascom do MPE)


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também