CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Líder comunitária e ativista política, Dona Raimunda morre aos 78 anos no Bico do Papagaio

0
Líder comunitária e ativista política, Dona Raimunda morre aos 78 anos no Bico do Papagaio
5 (100%) 2 votos

A líder comunitária e ativista política Raimunda Gomes da Silva, Dona Raimunda Quebradeira de Coco, morreu aos 78 anos, na noite desta quarta-feira, 7, em sua residência, no assentamento Sete Barracas, em São Miguel do Tocantins, no Bico do Papagaio. Ela sofria de diabetes.

Dona Raimunda foi uma das fundadoras do Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu (MIQCB), que surgiu em 1991 e atuante no Pará, Tocantins, Piauí e Maranhão.

Pela sua atuação na defesa dos direitos das mulheres trabalhadoras da região do Bico do Papagaio, recebeu o título de Doutora Honoris Causa da Universidade Federal do Tocantins e prêmios como o Diploma Mulher-Cidadã Guilhermina Ribeira da Silva (Assembleia Legislativa do Tocantins) e o Diploma Bertha Lutz (Senado Federal).

A trajetória da ativista foi contada no documentário Raimunda, a Quebradeira, de 2007, com direção de Marcelo Silva. Assista o filme:

Confira notas de pesar:

Com muito pesar, recebi a notícia da morte de Raimunda Gomes da Silva, carinhosamente conhecida como Dona Raimunda Quebradeira de Coco, na noite desta quarta-feira, 7.

O Estado do Tocantins perde uma de suas maiores líderes. Dona Raimunda construiu uma extensa folha de serviços ao nosso Estado e ao Brasil, por desenvolver um importante serviço comunitário e também como trabalhadora rural e ativista de destaque nacional, que por sua atuação recebeu, entre outros, o prêmio Bertha Luz, concedido pelo Senado Federal.

Dona Raimunda Foi uma das fundadoras do Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu (MIQCB), criado em 1991 e atuante nos estados do Pará, Tocantins, Piauí e Maranhão.

Nesse momento de luto e de dor, rogo ao nosso amado e eterno Deus que console os corações dos familiares, amigos e de todos os tocantinenses que certamente sentem esse momento de perda.

Mauro Carlesse
Governador do Tocantins
________________________

O Tocantins perdeu hoje uma das lideranças sociais e ativista política mais expressiva da sua história. Dona Raimunda Gomes da Silva parte neste 7 de novembro, mas deixa para todos nós, um legado de vida incontestável.

Defensora incansável das direitos das mulheres quebradeiras de coco do Bico do Papagaio, D. Raimunda utilizou-se do seu reconhecimento político para dar voz e valor às causas dos extrativistas da Amazônia.

Sua dedicação à um mundo mais justo e igualitário será referência para as gerações futuras. Sua simplicidade e dedicação ao próximo é um exemplo que nos inspira.

Sou solidária a todos àqueles que sofrem a sua perda. Que Deus console sua família, seus amigos e admiradores e a receba em sua morada.

Meu respeito e admiração, D. Raimunda. Descanse em paz!

Cinthia Ribeiro
Prefeita de Palmas
____________________

A Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO) lamenta, com imenso pesar, o falecimento da ativista e líder comunitária Raimunda Gomes da Silva, mais conhecida como Dona Raimunda Quebradeira de Coco. Ela faleceu na noite desta quarta-feira, 7, aos 78 anos, na cidade em que morava, São Miguel do Tocantins, município localizado a 624 Km de Palmas, na região do Bico do Papagaio.

Dona Raimunda sempre foi atuante nos movimentos sociais e na comunidade de trabalhadores rurais, repassando seus conhecimentos a outras gerações, na luta pela igualdade e inclusão social. Mais do que expoente da luta das quebradeiras de coco do Bico do Papagaio, Dona Raimunda representou a mulher trabalhadora rural com destaque nacional e internacional, tanto que por sua atuação recebeu, entre outros, o título de doutora honoris causa pela Universidade Federal do Tocantins (UFT), o prêmio Bertha Luz, concedido pelo Senado Federal, e foi indicada ao Prêmio Nobel da Paz.

Inteligente, atuante e com extremo senso sobre a importância da coletividade, a ativista rompeu fronteiras de sua própria cultura e viajou por países como a Índia, Canadá, EUA e França levando sua defesa no que se refere aos direitos humanos e fundamentais.

A Defensoria Pública do Estado do Tocantins solidariza-se com a família, amigos e toda a comunidade da região de dona Raimunda, desejando conforto, fé e força. E por tudo que Dona Raimunda representa, a DPE-TO deseja que ela seja sempre lembrada com respeitosas deferências relacionadas à sua dedicação e trabalho pelo bem comum e pela luta para que todos e todas tenham acesso a seus direitos.

Defensoria Pública do Estado do Tocantins
_____________________________

O Tocantins perdeu uma grande líder, Raimunda Gomes da Silva, conhecida como dona Raimunda Quebradeira de Coco, que lutou desde a década de 1970 pelos direitos das quebradeiras de coco e contras as injustiças cometidas no Bico do Papagaio. 
 
Dona Raimunda fundou no início de 1990 a Associação Regional das Mulheres Trabalhadoras Rurais do Bico do Papagaio (Asmubip), para ampliar a articulação das quebradeiras, ela foi uma das mentoras do Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu (MIQCB), com atuação nos estados do Pará, Tocantins, Piauí e Maranhão.
 
Dona Raimunda recebeu o título de Doutora Honoris Causa da Universidade Federal do Tocantins e prêmios como o Diploma Mulher-Cidadã Guilhermina Ribeira da Silva da Assembleia Legislativa do Tocantins) e o Diploma Bertha Lutz do Senado concedido quem teve relevante contribuição na defesa dos direitos da mulher e questões de gênero. Em 2005, integrou a lista mundial das mil mulheres que concorreram ao prêmio Nobel da Paz.
 
O SISEPE-TO lamenta pelo seu falecimento e se solidariza pelos seus familiares e amigos. Dona Raimundo partiu aos 78 anos e deixou um grande legado aos tocantinenses e aos brasileiros.
 
Sindicato dos Servidores Públicos no Tocantins (SISEPE-TO)
____________________________

Recebi com pesar a notícia do falecimento de Raimunda Gomes da Silva, conhecida como Dona Raimunda Quebradeira de Coco. Uma grande líder comunitária e ativista política do Tocantins, que atuou na defesa dos direitos e valorização das mulheres que trabalham na atividade de quebradeiras de coco babaçu.

Dona Raimunda se tornou uma referência de luta na área trabalhista, social e de direitos humanos. Foi uma das fundadoras do Movimento Interestadual de Quebradeira de Coco Babaçu (MIQCB) organizado por mulheres que atuam nessa atividade nos estado do Pará, Tocantins, Maranhão e Piauí.

Em outubro de 2017, tive o prazer de entregar à Dona Raimunda o título de Mulher-Cidadã Carlota Pereira de Queirós, em sessão solene na Câmara dos Deputados. O prêmio é dedicado às mulheres que contribuem com a defesa dos direitos femininos.

Ela recebeu outras honrarias nacionais e internacionais pela relevância do seu trabalho, chegando a ser indicada ao Prêmio Nobel da Paz. O Tocantins perde uma grande líder, que nos deixa inúmeras de lições de vida. Meus sentimentos à família e a todos aqueles que foram diretamente impactados pelo trabalho de Dona Raimunda Quebradeira de Coco.

Professora Dorinha
Deputada Federal
______________________________

Determinação marcou a árdua jornada da nossa grande líder comunitária, dona Raimunda Quebradeira de Coco; e hoje nos despedimos com imenso pesar desta mulher que foi referência de liderança comunitária no Bico do Papagaio, no Tocantins e em todo Brasil.

O Partido dos Trabalhadores do Tocantins (PT-TO), na pessoa do seu presidente, deputado estadual Zé Roberto, lamenta o falecimento de Raimunda Gomes da Silva, de 78 anos. Ela morava no povoado Sete Barracas, município de São Miguel do Tocantins, norte do estado, onde lutou, desde a década de 1980, pelo reconhecimento do trabalho das quebradeiras de coco de sua região.

Dona Raimunda faleceu em sua residência na noite desta quarta-feira, 7, e deixa em todos os seus companheiros e companheiras de luta, o exemplo de uma mulher aguerrida, que chegou a ser recebida pelo presidente da República, Lula em 2007, e tem na sua representatividade a força da mulher do campo, da mulher tocantinense, da mulher que não se furta à luta.

Lamentamos profundamente desejando o conforto aos corações de seu esposo, filhos, familiares, amigos e todos e todas que dona Raimunda inspirou e ainda irá inspirar na constante busca pelo reconhecimento dos direitos do povo do campo, do povo trabalhador.

Deputado Zé Roberto
Presidente do PT-TO
_______________________

Recebemos a triste notícia do falecimento de dona   Raimunda Gomes da Silva, mais conhecida como Raimunda quebradeira de coco, nesta quarta-feira, 7.

Trabalhadora rural, se tornou um grande símbolo de ativismo e ajudou a fundar o Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu (MIQCB).
Tive o prazer e conhecer e mesmo com poucas conversas já podemos perceber a representatividade que ela passava.
Perdemos um grande exemplo de mulher e força, e neste momento de dor peço a Deus que conforte o coração dos familiares e amigos de dona Raimunda.
Descanse em paz!
Valdemar Júnior
Deputado estadual

______________________________

O Tocantins está em luto pela perda da líder comunitária Raimunda Quebradeira, ocorrida na noite desta quarta, 7, em sua residência, no povoado Sete Barracas, em São Miguel do Tocantins.

Seu indiscutível legado de luta pela valorização das quebradeiras na região Norte do Tocantins não será esquecido. Sua bandeira em defesa dos segmentos extrativistas, especialmente das mulheres quebradeiras de coco, renderam-lhe reconhecimento e principalmente visibilidade e reconhecimento ao segmento.

Aos familiares e amigos que sofrem hoje sua falta, estendemos o nosso desejo de conforto do céu, única fonte de refrigério neste momento.

Vilmar de Oliveira
Deputado estadual e presidente do Solidariedade Tocantins
________________________

Com imensa tristeza, lamento o falecimento de Dona Raimunda Quebradeira de Coco, ocorrido na noite desta quarta-feira, 07, no Assentamento Sete Barracas, no Bico do Papagaio.

Dona Raimunda sempre será um ícone no ativismo do Estado do Tocantins, atuando na defesa dos direitos das mulheres quebradeiras de coco.

Sua garra, luta e determinação serão lembradas por todos os tocantinenses. Sua força inspira um Tocantins melhor a cada dia.

Aos familiares, minhas sinceras condolências.

Kátia Abreu
Senadora
________________________

O Partido dos Trabalhadores do Tocantins (PT-TO), na pessoa do seu presidente, deputado estadual Zé Roberto, lamenta o falecimento de Raimunda Gomes da Silva, de 78 anos. Ela morava no povoado Sete Barracas, município de São Miguel do Tocantins, norte do Estado, onde lutou, desde a década de 1980, pelo reconhecimento do trabalho das quebradeiras de coco de sua região.

Dona Raimunda faleceu em sua residência na noite desta quarta-feira, 7, e deixa em todos os seus companheiros e companheiras de luta, o exemplo de uma mulher aguerrida, que chegou a ser recebida pelo presidente da República, Lula em 2007, e tem na sua representatividade a força da mulher do campo, da mulher tocantinense, da mulher que não se furta à luta.

Determinação marcou a árdua jornada da nossa grande líder, dona Raimunda Quebradeira de Coco; e hoje nos despedimos com imenso pesar desta mulher que foi referência de liderança comunitária no Bico do Papagaio, no Tocantins e em todo Brasil.

Lamentamos profundamente desejando o conforto aos corações de seu esposo, filhos, familiares, amigos e todos que dona Raimunda inspirou e ainda irá inspirar na constante busca pelo reconhecimento dos direitos do povo do campo, do povo trabalhador.

Deputado estadual Zé Roberto

Presidente do PT-TO
______________________Nossos corações ficaram tristes essa noite com a notícia do falecimento da querida amiga Dona Raimunda, quebradeira de côco, ocorrido nesta quarta-feira, 07. Pessoa que deixará saudades. Uma referência de luta, honradez e amor.

Uma mulher que não se abateu pelas dificuldades da vida e seguiu construindo uma história de determinação, a qual fica para nós como ensinamento de vida.

Vamos nos valer agora das lembranças de bate papo quando compartilhamos muitos risos, conversas sinceras e carinho. Agradeço à Deus por essa amizade.

Rezo pelo conforto dos familiares e pelo descanso eterno de Dona Raimunda, que ela descanse em paz.

Dulce Miranda

Deputada Federal

________________________

Perdemos uma grande mulher nesta noite de quarta – feira, 7,
Raimunda Gomes da Silva, conhecida como Dona Raimunda Quebradeira de Coco.

Um referencial como ser humano e para a luta dos povos e comunidades tradicionais, uma trabalhadora rural, líder comunitária e ativista política de destaque nacional.

Neste momento de dor, nos solidarizamos com seus familiares ratificando nosso voto de pesar pela grande perda e agradecimentos à dedicação e trabalho prestado ao nosso Estado do Tocantins.

Vicentinho Júnior e Família
Deputado Federal
__________________________

Manifesto profundo pesar pelo falecimento da maior líder comunitária do Tocantins, Raimunda Gomes da Silva, a Dona Raimunda Quebradeira. Seu trabalho e sua liderança ultrapassaram as fronteiras do Tocantins e do Brasil. O Tocantins e o Brasil perdem uma mulher que exerceu a cidadania em toda sua plenitude. Dona Raimunda foi festejada em comunidades e universidades, virou Doutora Honoris Causa, foi recebida por políticos, lideranças empresariais, governadores, presidentes e em todas as ocasiões honrou o nome do Tocantins e fez com que o mundo conhecesse as quebradeiras de coco. Que Deus possa amenizar a dor dos corações de parentes e amigos e que a receba com toda dignidade que sua alma merece.

Eduardo Gomes
Senador Eleito pelo Tocantins

________________________

Com tristeza, soube do falecimento de Dona Raimunda Gomes, nossa querida Dona Raimunda Quebradeira de Coco.

Dona Raimunda foi uma das precursoras do Movimento Interestadual de Quebradeiras de Coco (MIQCB), tendo o seu trabalho reconhecido internacionalmente. Dona Raimunda será sempre um símbolo da resistência e da incansável luta, especialmente das mulheres tocantinenses pelo direito à terra, pelo acesso livre aos babaçuais e por diversas outras causas sociais e políticas da região.

Sem dúvida, as histórias, experiências e ensinamentos deixados por Dona Raimunda, compõem um imenso legado, que permanecerá nos orientando e nos inspirando para continuar a sua luta por direitos e dignidade. 

Nossa solidariedade à família, às companheiras e companheiros do MIQCB e a todos os demais lutadores e lutadoras que lamentam a sua partida.

DONA RAIMUNDA, PRESENTE!

Célio Moura
Deputado Federal eleito
________________________

Venho aqui externar meus sinceros sentimentos à família e amigos de Raimunda Gomes da Silva, conhecida como *Dona Raimunda Quebradeira de Coco*, que veio a óbito na noite desta quarta-feira, 7, em sua residência, em São Miguel do Tocantins. Mulher íntegra, de conduta ilibada, que deixa um legado de muito trabalho e uma vida pautada na humildade e honestidade. Que Deus conforte a família nesse momento de grande dor.

Jair Farias
Deputado Estadual eleito
________________________

Foi com muita tristeza que recebi na noite desta quarta-feira, 7, a notícia da morte da grande líder comunitária e ativista política, Dona Raimunda Gomes da Silva, “Raimunda Quebradeira de Coco”, como era conhecida, que morre aos 78 anos no Bico do Papagaio.

Dona Raimunda foi uma das fundadoras do Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu (MIQCB), que surgiu em 1991 e atuante no Pará, Tocantins, Piauí e Maranhão.

O Estado do Tocantins perde uma das maiores referências cultural brasileira, que será sempre lembrada pela sua incansável luta em favor principalmente das mulheres tocantinenses pelo direito à terra e o acesso livre aos babaçuais.

Dona Raimunda foi homenageada com o título de Doutora Honoris Causa da Universidade Federal do Tocantins e prêmios como o Diploma Mulher-Cidadã Guilhermina Ribeira da Silva na Assembleia Legislativa do Tocantins e o Diploma Bertha Lutz no Senado Federal.

Neste momento de dor, externo meus sinceros sentimentos a toda família e rogo a Deus o consolo aos familiares, admiradores e amigos. Que o amor de Jesus Cristo preencha o vazio que esta perda deixa em todos os corações.

Wanderlei Barbosa
Vice-governador do Estado do Tocantins
________________________

O Brasil e o Tocantins perdem hoje uma das grandes referências brasileiras na luta pelos direitos das mulheres trabalhadoras do campo, a nossa amiga e companheira Raimunda Gomes da Silva, a Dona Raimunda Quebradeira de Coco. Ela que graças ao seu ativismo e liderança, se tornou símbolo em defesa das mulheres quebradeiras de coco, na região do Bico do Papagaio, norte do Tocantins.

Tive a honra de conhecer de perto essa grande mulher de alma bondosa. Uma guerreira leal, que ousou sonhar e lutar, abrindo mão de viver sua vida para trabalhar com determinação em defesa do direito ao homem e à mulher do campo de ter um pedaço de terra para viver com dignidade e respeito.

A vida de Dona Raimunda foi marcada pela persistência em construir uma sociedade mais justa e fraterna. Teve seu trabalho reconhecido pelo mundo, viajou vários países e foi indicada ao Prêmio Nobel da Paz.

Lamentamos a sua partida e só temos a agradecer o apoio que sempre recebemos de Dona Raimunda, do seu esposo Cipriano e toda a sua família.

Seu exemplo e sua força, jamais morrerão. Sua luta torna-se um legado precioso com o qual nos comprometemos honrar e preservar, de modo que seu exemplo de dedicação continue inspirando pessoas. Dona Raimunda ficará em nossos corações.

Neste momento de angústia e dor, deixo meus sinceros sentimentos de pesar aos familiares e amigos de Dona Raimunda, que Deus possa confortar os corações de todos.

Paulo Mourão
Deputado Estadual
________________________

O deputado estadual Osires Damaso, manifesta profundo pesar pelo falecimento, nesta quarta-feira, 7, da Dona Raimunda Gomes da Silva, conhecida como “Raimunda Quebradeira de Coco”, uma grande líder comunitária em Povoado de São Miguel do Tocantins, região do Bico do Papagaio.

“Hoje o Tocantins perdeu uma das grandes líderes comunitárias, trabalhadora rural e ativista política. E neste momento doloroso, quero externar meus sentimentos e solidarizar-me com os familiares. Rogo ao Pai para que conforte os corações diante desta perda irreparável”.

Osires Damaso
Deputado Estadual
________________________

Hoje acordei com meu coração ferido, como deve estar ferido o coração de muitas mulheres e homens, sobretudo, as quebradeiras de coco do nosso Brasil. Por que ontem à noite a Dra Honoris Causa da UFT, Raimunda Quebradeira de Coco, herdeira de muitas lutas e guerreira singular de muitas batalha em defesa dos pequenos e de nosso país, partiu.

Agora, todos nós os seus amigos e companheiros estão se sentindo órfãos e entristecidos Mas, certamente, não esquecido de seus ensinamentos e exemplo de resistência. Aqui, quero manifestar os meus sentimentos e pedir, nesta hora de grande tristeza, que Deus conforte o Companheiro Antonio Cipriano, seu esposo e todos os seu familiares.

Donizeti Nogueira
Suplente de Senador do Tocantins
________________________

A morte de Raimunda Gomes da Silva, a Dona Raimunda Quebradeira de Coco, entristece todos nós tocantinenses que acompanhamos a sua luta em prol dos direitos das mulheres trabalhadoras do campo. O Brasil e o Tocantins perdem uma grande líder, uma grande mulher, um exemplo de mulher a ser seguido.

Dona Raimunda deixa um legado um legado precioso que devemos honrar e preservar, de modo que seu exemplo de dedicação continue inspirando pessoas.

Neste momento de dor e pesar meus sentimentos aos seus filhos e a todos os familiares. Que Deus em sua infinita sabedoria conforte a todos.

Cláudia Lélis
Deputada estadual eleita e presidente estadual do partido verde
______________________

É com enorme pesar que recebemos a notícia da morte de Dona Raimunda, quebradeira de côco, ela que se destacou e se tornou conhecida por sua forte atuação como líder e mulher quebradeira de côco do Bico do Papagaio, fez história, cravou seu nome na militância nacional pelos direitos das mulheres trabalhadoras agrárias, deixou um legado de luta, força e respeito.

Dona Raimunda foi um exemplo de mulher brasileira grande, à frente de seu tempo, que rompeu barreiras, dificuldades e escassez de oportunidades, ela se foi, mas sua luta continuará viva.

Nilton Franco
Deputado Estadual

Leia também
Receba notícias do CT em seu e-mail
Inscreva-se para receber as últimas novidades e atualizações diretamente no seu e-mail.
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento
Comentários
Carregando...