CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Sem receber do Estado há nove meses, empresa de radioterapia suspende novos atendimentos

Aqueles que já haviam iniciado o tratamento continuam recebendo sessões

Sem receber do Estado há nove meses, empresa de radioterapia suspende novos atendimentos
5 (100%) 2 votos

Prestadora de serviço de radioterapia ao Estado, a Irradiar comunicou que suspendeu novos atendimentos a pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) há cerca de três semanas. Aqueles que já haviam iniciado o tratamento continuam recebendo sessões. A empresa argumenta que a decisão foi tomada porque não recebe do governo há nove meses, o que a tem impedido de honrar com os compromissos perante os seus fornecedores e até com tributos governamentais.

De acordo com a empresa,  o último pagamento realizado pelo Estado foi referente ao mês de abril de 2018, mas isto em dezembro do ano passado. Conforme apurado pelo CT, os serviços da Irradiar custam em média R$ 120 mil mensais ao Executivo. Com novo meses de atraso, a dívida do Estado já ultrapassa o R$ 1 milhão. “Os valores do tratamento são da tabela do SUS, sem nenhum acréscimo”, garante ainda. A clínica executa 700 sessões de radioterapia a cada 30 dias.

Na nota enviada à imprensa, a Irradiar garante que atenderá a todos e acabará com a fila “assim que o pagamento for realizado”. 

Estado
A Secretaria da Saúde do Tocantins (Sesau) esclareceu em nota que pagará à Irradiar R$119.146,00. O Executivo também destacou o fato de ter pago a Irradiar cerca de R$ 471.592,00 no ano passado. No mais, a administração estadual apenas reforçou que possui contrato vigente com outro clínica em Imperatriz, que é para onde os novos pacientes estão sendo encaminhados e afirmou que busca a liberação de equipamento de radioterapia em Araguaína para “o mais breve possível”.

Leia abaixo a íntegra da nota da Irradiar e a do governo do Estado:

“A Radioterapia Irradiar, prestadora de serviço de radioterapia ao governo do Tocantins por meio de convênio, informa que os atendimentos na clínica a novos pacientes do SUS estão suspensos há cerca de três semanas. A medida foi necessária porque o último pagamento realizado pelo estado foi o do mês de abril de 2018 que foi pago em dezembro do ano passado. Ou seja, a Irradiar está atendendo com atraso de pagamento de quase um ano. A falta desses pagamentos tem impedido a clínica em honrar com os compromissos perante os prestadores, fornecedores e tributos governamentais. Informamos que assim que o pagamento for realizado, atenderemos a todos, acabando com a fila.

Os valores do tratamento são da Tabela SUS, sem nenhum acréscimo. A clínica trata 35 pacientes novos do SUS ao mês, executando 700 sessões de radioterapia a cada 30 dias (20 sessões ao mês / 5 por semana / 1 ao dia para cada paciente). 
Importante ressaltar que os pacientes da Irradiar recebem um atendimento de altíssima qualidade e são tratados com um acelerador que figura entre os mais modernos do País, sendo capaz de realizar radioterapia conformacional 3D, de intensidade modulada (IMRT) e IGRT além da Radiocirurgia (técnicas que maximizam os resultados com menores impactos à saúde do paciente). O aparelho focaliza e emite a radiação de forma específica para não comprometer os demais órgãos.
Vale mencionar que os pacientes do SUS que já tinham iniciado o tratamento, continuam realizando as seções.
Cientes do compromisso com o Estado do Tocantins e sua estimada população, tendo em vista a essencialidade do serviço e a alta qualidade do tratamento ofertado pela Irradiar, a prestadora espera que a situação se resolva diligentemente. A Radioterapia Irradiar se coloca a disposição para quaisquer esclarecimentos que se fizerem necessário.”

 

Nota

A Secretaria de Estado da Saúde informa que está previsto para a próxima semana o pagamento de R$119.146,00 para a empresa Clínica Médica Oncológica Irradiar, que presta os serviços de radioterapia em Palmas e o retorno dos atendimentos na cidade. Em 2018 foram pagos para a empresa R$ 471.592,00.

A Secretaria informa ainda que possui contrato vigente com o serviço de radioterapia de Imperatriz/MA onde os pacientes estão sendo encaminhados, até que seja solucionado o entrave administrativo com a empresa Irradiar em Palmas.

O Estado também está em contato constante com a Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) para liberação o mais breve possível do equipamento de Radioterapia de Araguaína. O equipamento já foi instalado, a equipe treinada, aguardando agora, somente a liberação da máquina junto ao órgão federal.

Palmas/TO, 08 de fevereiro de 2019.”

 


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também