CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Carro da prefeita é alvo “baculejo” da PM e Mantoan não gosta: “Foi hostil”

0
Carro da prefeita é alvo “baculejo” da PM e Mantoan não gosta: “Foi hostil”
5 (100%) 2 votos

No grupo de WhatsApp de apoiadores do candidato do PSB, Carlos Amastha, o secretário de Governo e Relações Institucionais, Eduardo Mantoan, avaliou como “hostil” o “baculejo” da Polícia Militar no carro da prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro (PSDB), num food park no centro da Capital. 

A ação foi comandada pelo tenente da PM Cleyton Alen, presidente da Fundação Municipal de Esportes de Palmas na gestão Amastha. Mantoan contou no grupo de WhatsApp que, após a abordagem e revista dos condutores, a justificativa apresentada foi de que a placa do veículo foi motivo de denúncia de compra de votos. Conforme relato oficial a que o CT teve acesso, o secretário e a prefeita estavam no interior do carro. Mas apenas os guardas metropolitanos que fazem a segurança de Cinthia desceram com as mãos levantadas, apresentaram documentos e um deles chegou a ser identificado pelos PMs. Assim, foram liberados.

LEIA MAIS

Comandante da GM diz que Alen usou “pirotecnia com voz alterada”

De toda forma, não essa percepção de Mantoan, que manteve no WhatsApp a impressão de hostilidade. “Ainda horrorizados com a abordagem hostil, fica a pergunta: somos do mesmo grupo?”, afirmou o secretário no grupo.

Ainda no WhatsApp, Cleyton Alen respondeu que a abordagem foi dentro do procedimento operacional padrão da PM e que, quando os guardas municipais que conduziam o veículo se identificaram, foram liberados. “Não vi esse hostil citado, não estava escrito que o carro era da prefeitura, apenas estava fazendo o meu trabalho”, defendeu-se o oficial. “Não entendi o que quer insinuar nem porque não me ligou já que tem o meu número. Inclusive, abordamos um carro idêntico que tinha policiais civis dentro. Sinal que a PM está trabalhando e eu estou cumprindo o meu dever”, respondeu o oficial da PM ao secretário.

Após esta postagem Alen deixou o grupo de apoiadores de Amastha.


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também