CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Estado assina ordem de serviço para investimento R$ 5 mi no Projeto São João

0

Com o objetivo de fortalecer o Projeto de Fruticultura Irrigada São João, em Porto Nacional, o governo do Tocantins e a Secretaria Estadual do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro) assinaram na manhã desta quarta-feira, 4, a ordem de serviço no valor de R$ 5 milhões do Programa de Desenvolvimento Regional Integrado e Sustentável (PDRIS), do Banco Mundial. A ação busca aumentar a produtividade para os produtores de frutas e verduras do projeto. A cerimônia aconteceu na Fazenda Vita Fruta do Irrigante Marcelo Galati.

Governador Mauro Carlesse, ao lado de políticos, assina ordem de serviço
Governador Carlesse assina ordem de serviço: “O Brasil tem que conhecer o Tocantins e, para isso, estamos investindo na qualidade da nossa produção” (Isequias Araújo/Secom Tocantins)

“O Brasil tem que conhecer o Tocantins e, para isso, estamos investindo na qualidade da nossa produção, para garantir o selo de qualidade do Estado, por que aqui temos tudo favorável clima, solo e água”, afirmou o governador eleito Mauro Carlesse (PHS).

Iniciado em 2001, o projeto São João já recebeu mais de R$ 265 milhões em investimentos. Tem tecnologia avançada de irrigação por gotejamento e microaspersão, para a produção de hortifrutigranjeiros e frutas em 326 lotes para pequenos produtores e 37 empresariais. No entanto, os equipamentos instalados nunca passaram por manutenção. Dos 3.654 hectares de área irrigada e potencial de produção de até 40 toneladas de alimentos por hectare, atualmente o São João produz em apenas 1.000 hectares com culturas de abacaxi, banana, melancia, mandioca, maracujá e manga.

Carlesse destacou que o potencial do projeto São João poderia ser referência para o Brasil, mas foi mal executado e sofreu alterações de finalidade. “Faltou compromisso com o projeto, mas nós vamos mudar essa realidade redirecionando as ações e recuperando os equipamentos sucateados dando a oportunidade aos pequenos, médios e grandes de produzir e ter retorno dos investimentos”, assegurou o governador que percorreu a área, visitou produtores e conheceu de perto a estação central de bombeamento da água do lago da Usina Hidrelétrica Luiz Eduardo Magalhães e estações de pressurização.

Segundo o secretário da Agricultura, Thiago Dourado, o investimento é importante para o incentivo a produção e geração de renda para os irrigantes do projeto. “Esse investimento vai possibilitar que a água de qualidade, no volume adequado, chegue às propriedades, um sonho antigo destes produtores e, com isso, proporcionar uma produção e produtividade estimada desde a implantação do projeto São João”, explicou.

Conquista
O produtor de banana e engenheiro agrônomo, Marcos Ribeiro, revelou que um sonho antigo está sendo realizado para os produtores. “Essa é uma retomada da nossa produção, agora acreditamos que iremos produzir com a chegada da água, sem interrupções e no volume certo, a expectativa é muito grande, pois a água é um elemento essencial para nós na irrigação do cultivo da fruta e verdura”, disse.

Já o presidente da associação, Carlos Araújo, iniciante na produção de coco vê a revitalização como um recomeço para os produtores. “Essa é uma ação que vai mudar a vida dos produtores do projeto São João, pois a água que chega pra nós hoje não é suficiente para irrigar a produção e, a partir de agora acreditamos que é uma solução resolvida”.

Revitalização
Dentro do recurso captado além da revitalização da infraestrutura, que conta com 10 casas de bombas, sendo uma delas a principal que capta a água do Lago de Palmas; 64 conjuntos de motor bombas; as quais serão automatizadas e parte de uma cerca para segurança, o recurso vai promover ainda a capacitação dos produtores.

Recurso
O recurso no valor de R$ 5 milhões é resultate de convênio com o Banco do Brasil, por meio do Programa de Desenvolvimento Regional e Sustentável (PDRIS). (Com informações da Secretaria da Agricultura e Pecuária)


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também