CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Mais de 36 mil pessoas são encaminhadas pelo Sine ao mercado de trabalho em 2018

Mais de 36 mil pessoas são encaminhadas pelo Sine ao mercado de trabalho em 2018
5 (100%) 1 voto

A Secretaria Estadual do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas), por meio do Sistema Nacional de Emprego (Sine), de janeiro a dezembro do ano passado, intermediou 8.772 vagas de emprego e encaminhou 36.183 trabalhadores às empresas; desses, 4.755 conseguiram ocupar a vaga.

No mesmo período o  Sine ainda orientou e capacitou 6.545 trabalhadores. Foram 4.401 atendimentos de orientação profissional, palestras e cursos de qualificações com instituições parceiras e 2.144 trabalhadores que receberam capacitações e palestras nas nove unidades do Estado.

No mesmo período de 2018 foram emitidas 18.960 carteiras de trabalho, e 41.435 trabalhadores deram entrada em requerimentos de seguro-desemprego.

A gerente de Qualificação e Capacitação do Sine, Cleudiana de Mesquita Sousa, acredita que os números apresentados tendem a melhorar em 2019. “O mercado começa a se recuperar e o Sine insistirá na orientação, capacitação e qualificação dos trabalhadores tocantinenses; assim, quando a vaga estiver disponível teremos perfis adequados, para encaminhar, em nosso banco de dados”, afirma a gerente.

Assistência Social
Também no período de janeiro a dezembro de 2018, a Setas capacitou 1.041 trabalhadores do Sistema Único de Assistência Social (Suas) entre gestores, coordenadores, entrevistadores e técnicos que atuam no atendimento à população nos municípios.

Outra conquista da Assistência Social no Estado foi a aprovação da Lei nº 3.387, em 30 de julho de 2018, que instituiu os serviços regionalizados de Proteção Social Especial de alta complexidade, responsável por promover proteção integral às famílias e aos indivíduos com vínculos familiares rompidos ou fragilizados.

Cartão do Idoso
A gerencia de Controle de Benefícios também apresenta números expressivos; no ano passado foram emitidos 9 mil 413 Cartões do Idoso, que concede gratuidade em transporte rodoviário e aquaviário intermunicipais de passageiros às pessoas com idade igual ou superior a 60 anos, que residem no Estado e têm renda de até dois salários mínimos.

O gestor da Setas, José Messias Alves de Araújo, analisou os números apresentados pela Pasta. “Percebemos alguns avanços, como a aprovação da Lei nº 3.387 e os benefícios eventuais, que começaram a ser pagos aos municípios; mas, precisamos intensificar nossas ações, buscando aprimorar as orientações e as capacitações que garantirão ao trabalhador sua colocação no mercado, e aos trabalhadores da assistência social a segurança para um atendimento de qualidade à população que necessita dessa atenção”, explica o secretário.

Benefícios Eventuais
Os benefícios eventuais são benefícios da Política de Assistência Social, de caráter suplementar e provisório, prestados aos cidadãos e às famílias em virtude de nascimento, morte, situações de vulnerabilidade temporária e de calamidade pública, e que começaram a ser pagos aos municípios.

O valor do cofinanciamento estadual para o custeio dos Benefícios Eventuais é equivalente ao porte do município, e os repasses serão realizados mensalmente do Fundo Estadual de Assistência Social ao Fundo Municipal de Assistência Social. (Com informações da assessoria).


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também