CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Prefeitura de Palmas reajusta transporte coletivo em dez centavos; passagem passa a valer R$ 3,85 a partir de junho

Município ressalta, contudo, que alta ficou bem abaixo da média nacional

Prefeitura de Palmas reajusta transporte coletivo em dez centavos; passagem passa a valer R$ 3,85 a partir de junho
5 (100%) 2 votos

A Prefeitura de Palmas optou pelo reajuste de 2,7% para a tarifa do transporte coletivo. Com isso, o preço subirá 10 centavos a partir de 1º de junho, dos atuais R$ 3,75 para R$ 3,85. Em nota à imprensa, o município afirmou não ter “medido esforços para minimizar o impacto desse custo para os usuários”.

O Conselho Municipal de Acessibilidade, Mobilidade, Trânsito e Transporte (CMAMTT) aprovou na segunda-feira, 25, duas propostas sobre a tarifa do transporte coletivo de Palmas. A primeira era manter o preço no atual patamar — R$ 3,75 — e a segunda elevaria para R$ 3,85, com a alta de 2,7%.

Na nota à imprensa, a prefeitura explicou que o reajuste é menor que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que fechou 2018 em 3,75%. “Há de se considerar que o percentual de reajuste concedido está abaixo da média nacional, que gira em torno de 6% a 7%. Em algumas cidades o aumento chegou a 11%”, afirma a nota do Paço.

Ainda conforme a prefeitura, para evitar que a elevação desse valor fosse maior, a prefeita Cinthia Ribeiro (PSDB) isentou o pagamento de 4 centavos por bilhete para a Taxa de Fiscalização do Transporte (TFT) e glosou outros 2 centavos referentes a serviços não relacionados à bilhetagem eletrônica, medidas que, segundo o Paço, “influenciariam diretamente na definição de uma tarifa menor”.

A prefeitura afirma que, mesmo com um reajuste menor, a alta vai possibilitar a substituição de dez ônibus por veículos novos, com ar-condicionado. Com isso, Palmas passará a ter 101 veículos refrigerados, o que representa 53,2% da frota, que conta atualmente com 190 ônibus, dos quais 91 com o equipamento de refrigeração. “Com esse investimento, Palmas passa a ter uma frota com média de uso de cinco anos, dois anos a menos que a média nacional. Anteriormente, a média era de seis anos”, diz a prefeitura. 

Amplo debate
De acordo com o Executivo, o valor da tarifa é resultado de “um amplo debate, transparente e democrático”, realizado pelo Conselho Municipal de Acessibilidade, Mobilidade, Trânsito e Transporte, composto por 39 membros que representam órgãos públicos, instituições, entidades de diversos segmentos da sociedade e a comunidade em geral. Dentre os membros estão o Ministério Público Estadual (MPE), a Defensoria Pública do Estado (DPE-TO), a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), a própria prefeitura, sindicatos patronal e de trabalhadores do setor.
 

A prefeitura ainda ressaltou que o Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Palmas (Seturb) solicitou um aumento de 6,67%, proposta que elevaria a tarifa para R$ 4, o que foi refutado pelo município. “O valor definido pela prefeita, após a indicação do conselho, ficou 40% inferior ao solicitado pelo sistema, sem contar o benefício dos dez novos veículos com ar-condicionado”, diz o Paço.

Depende do Confaz
A prefeita Cinthia Ribeiro ainda tentou um acordo com o governador Mauro Carlesse  (PHS) para evitar a necessidade de reajuste e ainda garantir a renovação de 20 ônibus. Para isso, seria necessário que o Estado isentasse as empresas de transporte coletivo da alíquota de 17% do ICMS sobre o óleo diesel.

Contudo, esse tipo de benefício é controlado pelo Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz). Havia uma autorização para isso, mas ela venceu em dezembro. O Confaz só se reunirá em abril, quando o Tocantins vai colocar o tema na pauta, mas a Prefeitura de Palmas não tinha como adiar essa discussão do reajuste, que, por lei, tem que ser definido no dia 1º de março. (Com informações da assessoria de imprensa)


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também