CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Kátia vê Palácio por trás de vídeo contra bancada do TO; para Carlesse, “rompantes” de senadora “são bem conhecidos”

O clima entre Palácio Araguaia e bancada federal do Tocantins segue de mal a pior, mesmo em clima de Covid-19, o novo coronavírus. Em nota na manhã desta segunda-feira, 30, a coordenadora dos congressistas, senadora Kátia Abreu (Progressistas), disse que vai à Justiça “contra qualquer caluniador, especialmente do Executivo estadual, que falte com a verdade com fins espúrios e interesses inescrupulosos, repetindo ações que levaram o Estado à condição pré-alimentar e de insegurança social à população pelos desvios de recursos públicos investigados pela Polícia Federal, Ministério Público Federal e Justiça Federal”. No pano de fundo desse novo capítulo da crise, um vídeo de um jornalista que circula nas redes sociais e que acusa grande parte da bancada de não ter destinado recursos de emenda à saúde para o governo Mauro Carlesse (DEM), mas apenas para as prefeituras.

Provocar desunião e enfraquecimento

Conforme a nota de Kátia, essa ação “tem, politicamente, como finalidade acessória, provocar a desunião e o enfraquecimento dos representantes políticos do Tocantins junto à população, ao afirmar que membros da bancada colocaram zero de recursos para a saúde em 2020, contrário aos números do Orçamento Geral da União”.

Vivem de negociatas

A nota usa termos pesados para se referir à acusação: “Indignada com as mentiras espalhadas pelos corruptos, oportunistas e que vivem de negociatas, Kátia Abreu pede a atenção do povo do Tocantins para o seguinte quadro do Orçamento Geral da União, onde constam as emendas destinadas pelos parlamentares federais para beneficiar o povo do Estado e que comprovam o grau de irresponsabilidade dos gestores e a deslavada mentira para encobrir a incompetência administrativa e política”. Confira os valores destinados pelos parlamentares que constam da nota:

Prefeituras fazem parte do TO

Conforme Kátia, o governador Mauro Carlesse “em suas falas recentes tem afirmado que parceiros são apenas os parlamentares que destinaram recursos para o caixa do governo estadual”. No entanto, defendeu a senadora, “os parlamentares que optaram por destinar os recursos para prefeituras diretamente ou para a União cumpriram também os seus deveres”. “As prefeituras, pelo que nos consta, ainda fazem parte do Tocantins, e não apenas o governo estadual”, afirmou.

Irresponsáveis e corruptos

A senadora Kátia Abreu disse lamentar que “numa situação de crise de saúde pública internacional provocada pelo coronavírus”, “que representa um desafio de organização dos sistemas de saúde para qualquer Estado, um pequeno grupo de irresponsáveis e corruptos do Tocantins tente se dar bem por meio da intriga, da calúnia e difamação”.

Por mais recursos

Kátia concluiu a nota reforçando seu compromisso e da bancada de “seguir trabalhando para obter cada vez mais recursos para que não falte ajuda a nenhuma família”. “Este é o nosso papel e não abrimos mão de lutar, em defesa dos direitos dos nossos doentes e dos médicos, enfermeiros e farmacêuticos, dos hospitais e centros de saúde. Estamos a postos, sempre empenhados em servir o Tocantins”, disse a senadora.

Rompantes e eleição

Em resposta, o governador Mauro Carlesse disse que “os rompantes” de Kátia “são bem conhecidos na política do Tocantins”. “O resultado da última eleição foi um sinal claro de rejeição do eleitor aos seus métodos poucos convencionais”, afirmou Carlesse.

Incapacidade de articular

Para o governador, como coordenadora da bancada federal, “esse tipo de comportamento demonstra a incapacidade total de articular junto ao governo federal ações em benefício do Estado”. “Portanto, cabe à senadora ser mais respeitosa em suas palavras e cuidadosa em suas atitudes”, disse.

Confira a íntegra da nota:

“Os rompantes dessa senhora são bem conhecidos na política do Tocantins. O resultado da última eleição foi um sinal claro de rejeição do eleitor aos seus métodos poucos convencionais.

Estamos em um momento muito delicado no combate ao Coronavirus, momento este não propício para arroubos e discussões infrutíferas, que em nada ajudarão na batalha contra o inimigo invisível. Principalmente, não realizar festas com inúmeros convidados em nossas casas no momento mais crítico dessa batalha, contribuindo com a proliferação  do vírus, desobedecendo por completo as normas de isolamento determinadas pelas autoridades competentes.

E como coordenadora da Bancada Federal, esse tipo de comportamento demonstra a incapacidade total de articular junto ao Governo Federal ações em benefício do Estado.

Portanto, cabe à Senadora ser mais respeitosa em suas palavras e cuidadosa em suas atitudes.

Mauro Carlesse
Governador do Tocantins”


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: [email protected]

Leia também