CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Prefeito de Rio da Conceição deixa gestão sem pagar folha de dezembro e metade do 13º dos servidores

O prefeito de Rio da Conceição, Mauro Júnior (PL), deixará o comando do município sem quitar a folha de dezembro e metade do 13º salário dos servidores. Além disto, os vencimentos de novembro só serão quitados na última semana deste mês. Conforme o gestor, a situação é consequência de bloqueios judiciais – de precatórios, do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), entre outros – por ações de administrações anteriores. 

Não tem dinheiro

Mauro Júnior afirma que estes bloqueios impediram qualquer programação de pagamento. “Eu vou pagar novembro. Dezembro não vou dar conta porque realmente não tem dinheiro, consequência destes quatro anos terem chegado a quase R$ 2 milhões bloqueados. Então, inviabilizou a gestão”, relatou. O prefeito afirma que também está sem receber salário, bem como os secretários.

Não dei conta

Apesar do cenário, Mauro Júnior afirma que deixa a gestão tranquilo e destaca o fato de ter sacrificado os próprios vencimentos.”Eu poderia muito bem pagar meu salário, dos secretários, mas não vou porque trato a gestão com muita seriedade e dignidade. Acho injusto fazer isso e não é da minha índole perseguir ninguém. Eu sou comerciante. Sou filho da cidade, vou continuar morando aqui. Não vou abaixar a cabeça porque sei do dever cumprido e do que pude fazer no meu papel como gestor.  Queria fazer mais, mas infelizmente não dei conta”, afirmou.

Sucessor

Quem assume a dívida a partir de 2021 é Edinalva Oliveira (PT), prefeita eleita de Rio da Conceição com 51,12% dos votos. Apesar de ter direito à reeleição, Mauro Júnior não disputou as eleições de 2020.


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também