CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Suspensão de benefícios aos frigoríficos provoca “insegurança jurídica” e “desestimula investimentos”, diz prefeito interino de Paraíso

Suspensão de benefícios aos frigoríficos provoca “insegurança jurídica” e “desestimula investimentos”, diz prefeito interino de Paraíso
avaliar matéria

O prefeito interino de Paraíso do Tocantins, Celso Morais (MDB), acompanhou Ronaldo Dimas (sem partido) e Laurez Moreira (PSDB) e também emitiu nota para criticar a decisão do governo estadual de suspender os Termos de Acordo de Regimes Especiais (Tare) que concediam incentivos fiscais para o setor de abates e abastecimento de carnes no Tocantins. O emedebista pede a revogação da Portaria que efetivo a suspensão dos benefícios.

Insegurança jurídica

Na avaliação de Celso Morais, a medida adotada pelo governo prejudica os investimentos industriais e a geração de empregos e de renda.A suspensão de incentivos provoca insegurança jurídica, desestimula investimentos e pode levar à saída de investidores/empresários para outros estados, aumentando o desemprego no Tocantins”, resumiu o gestor, que pediu “sensibilidade” ao governador Mauro Carlesse (DEM) para que reveja decisão.

Não faz dever de casa

Quem também se manifestou sobre o tema foi o vereador Marcus Marcelo (PL), de Araguaína. O parlamentar questiona a viagem internacional de Mauro Carlesse ao compará-la com o posicionamento dele no Tocantins. “De nada adianta ir a Dubai, dizer que está trabalhando e assinar termo de entendimento com aquele país, sendo que o governo não se entende aqui e não faz seu dever de casa, precisamos nos unir e cobrar do governo que volte atrás dessa decisão”, disse Marcus.


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também