CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Wanderlei e Cinthia põem fim à crise e anunciam parceria com Hospital Padre Luso para desafogar sistema de saúde

Com a coluna Em Off antecipou, após cerca de 15 dias de estranhamento, por conta da crise da regulação da saúde, o governador Wanderlei Barbosa (Republicanos) recebeu pela segunda vez, em dois dias consecutivos, a prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro (PSDB), na tarde dessa sexta-feira, 26, no Palácio Araguaia. A primeira reunião dos dois, na tarde de quinta-feira, 25, foi a portas fechadas, sem qualquer comunicado em seguida de ambos os lados. Dessa vez, as secretarias de Comunicação de Palmas e do Estado elaboraram material para a imprensa.

Governador Wanderlei, prefeita Cinthia e secretário Deocleciano Gomes com representantes do Hospital Padre Luso (Foto: Esequias Araújo/Secom TO)

500 PACIENTES/MÊS

Conforme as duas pastas, no encontro dessa sexta, Cinthia foi com representantes do Hospital Padre Luso – entre eles, a diretora-geral, Maria Alice de Araújo – para tratar de uma parceria que promete desafogar a demanda da saúde na Capital, com a meta de atender uma média de 500 pacientes por mês em diversas frentes, incluindo cirurgias eletivas, com esse trabalho conjunto entre Estado e o Município de Palmas. “Estamos encontrando caminhos para a saúde do Estado e da nossa Capital, essa parceria trará ainda mais benefícios para a nossa população”, afirmou o governador Wanderlei.

Abraço de Cinthia e Wanderlei, após duas semanas de estranhamento entre as gestões do Estado e de Palmas (Foto: Instagram)

RESULTADO A CURTO PRAZO

Para a prefeita Cinthia, “Palmas, que é capital de todos os tocantinenses, deve dar esse suporte, essa contrapartida para atender a demanda de urgência e emergência do Estado”. “O Hospital Padre Luso já está equipado e possui dois centros cirúrgicos importantes. Estamos construindo uma parceria agora para um resultado efetivo a curto prazo”, disse.

CESSÃO DO PRÉDIO DO PADRE LUSO

Para esse curto prazo, a Prefeitura de Palmas afirmou que o prédio do Hospital Padre Luso, no Aureny II, será cedido para a administração municipal, para a realização de cirurgias eletivas.

HOSPITAL MUNICIPAL

No material para a imprensa da prefeitura, a Secom municipal afirmou que durante a reunião ficou ainda definida a doação de terreno de 24 mil metros quadrados para a construção do hospital municipal de Palmas. Cinthia explicou que o processo de doação do terreno já está em tramitação e poderá “ser um alívio para o sistema de saúde no médio e longo prazo e de maneira duradoura”. “Nós já temos o projeto pronto, agora vamos correr atrás do recurso e construir algo para médio e longo prazo. O nosso hospital municipal, com certeza, fará uma inclusão muito grande para toda a rede do SUS, para trabalhar com a máxima eficiência possível”, avaliou.

PRÉDIO PARADO

Segundo o governador, o Hospital Padre Luso está disposto a fazer uma cessão, tipo aluguel ou arrendamento do prédio que está parado há muito tempo, para que prefeitura e Estado possam fazer um hospital para atender os pacientes de Palmas.

ORTOPEDIA

Cinthia Ribeiro também anunciou que, a partir de quinta-feira, 1º, os atendimentos de ortopedia na rede municipal poderão ser regulados diretamente para o Hospital IOP, com contrapartida do governo estadual. “Continua a alta complexidade com o governo e nós já credenciamos os serviços de ortopedia. Toda a parte de credenciamento vai ser feita direto das UPAs com a unidade do IOP, a partir do dia 1º do próximo mês, isso já desafoga bastante as demandas que nós temos”, garantiu.


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também