CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Unidades de ensino que tem parceria com a PM passam a se chamar Colégios Militares

As escolas pertencentes à rede estadual de educação que atuam com a modalidade de ensino militar passam a ser denominadas de Colégio Militar do Estado do Tocantins. É o que determina o Decreto 6.022, publicado pelo governo do Tocantins no Diário Oficial desta quarta-feira, 11. Conforme o Executivo, a nova denominação mantém a identidade das escolas da rede estadual que trabalham como a metodologia militar.

Alterações

A ato do governo altera o Decreto 5.819 de 2018, que dispõe sobre a gestão compartilhada das unidades escolares que funcionam em parceria entre a Secretaria da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) e a Polícia Militar, até então nomeados de Colégio da Polícia Militar do Estado do Tocantins.  A publicação também revoga o Decreto 6.005 de 2019, que nomeava tais unidades de ensino como Colégio Estadual Cívico-Militar ou Centro Estadual de Ensino Médio Cívico-Militar.

Oferta ampliada

Neste ano de 2019, a Seduc e a Polícia Militar celebram dez anos de parceria em prol da educação pública. Atualmente, o Estado possui 12 Colégios Militares que atendem a cerca de oito mil estudantes. Para 2020, a 13ª unidade já foi anunciada, e será instalada no Centro de Ensino Médio Santa Terezinha, em Miracema do Tocantins, e a meta é contar com 33 escolas militares até o final do próximo ano.

Ampliação de Colégios Militares

O governador Mauro Carlesse (DEM) garantiu a ampliação desta parceria com a PM “Este governo acredita na parceria entre a educação e as forças de segurança e não tem medido esforços para ampliar o atendimento nesta modalidade. Isso reforça o trabalho brilhante que vem sendo desenvolvido pelos professores e demais servidores da rede estadual de ensino. Há pouco mais de um ano, o Tocantins contava com apenas seis escolas. Desde então, temos orgulho de já ter implantado outras sete e ainda vamos implantar muitas outras”, frisa. (Com informações da Secom)


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: [email protected]

Leia também