CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Ah! Esperança!

Ah! Esperança!
5 (100%) 2 votos

A esperança é a última que morre! Quantas vezes escutamos essa frase, sem nos ater para o significado? Porém é a esperança que nos vitaliza, que nos move na vida e que nos faz crer na felicidade. É a esperança que faz  sonhar com dias melhores, ter metas e objetivos e superar as dificuldades e os fracassos. “ Os sonhos e a esperança nos foram dados como compensação as dificuldades da vida” diz Voltaire.

Da mesma forma que a alegria é o melhor remédio para manter a saúde, a esperança é o bálsamo para recuperá-la e vencer as doenças. Quando não há fé e esperança, a vida deixa de fazer sentido.

A esperança está relacionada ao aqui e agora. Ao agir. A diferença entre as pessoas de sucesso e as que fracassam é que as primeiras sonham e tomam a iniciativa de fazer acontecer e as outras só sonham

NILMAR RUIZ É escritora e palestrante

Esperança é a perspectiva que a vida pode melhorar. Que sobreviver é muito pouco. Que a vida tem um propósito e que estamos aqui para ser feliz e para brilhar! É confiar que o melhor estar por vir e que tudo passa!

A esperança faz superar as frustrações, dá ânimo e renova as forças. Restabelece o humor, dá garra. Dá confiança em si mesmo. É o fôlego da vida e o alimento essencial da emoção.

Lembro da história dos dois meninos que ganharam, cada um, uma lata com estrume. Um ficou muito magoado, achou um desaforo, jogou a lata fora e passou dias remoendo o acontecido. O outro foi correndo adubar as plantas que, depois de algum tempo, produziram belíssimas flores e excelentes frutos. Como você se comportaria se ganhasse a lata com estrume?

E como materializar a esperança? Como manter a certeza que o melhor estar por vir? Como ser otimista? Como transformar sonhos em realidade? Primeiro ter clareza do que se quer. Estabelecer metas para atingir os objetivos. Depois, FAZER, FAZER, FAZER… Fazer a nossa parte e deixar que as forças do universo, que Deus, atue em nosso benefício. Oração é exatamente isso. ORAR, se conectar com as forças divinas e AÇÃO, fazer.

A esperança está relacionada ao aqui e agora. Ao agir. A diferença entre as pessoas de sucesso e as que fracassam é que as primeiras sonham e tomam a iniciativa de fazer acontecer e as outras só sonham. A coragem, a determinação, a obstinação potencializam a esperança e transformam sonhos em realidade.

Há pessoas que lutam por seus sonhos e outras que desistem deles. Quem tem medo de tempestade não viverá a emoção de navegar em mares desconhecidos e jamais conquistará outros continentes. Não sentirá o prazer da vitória.

“Tudo parece impossível até se conseguir fazer” nos ensinou Nelson Mandela.

Quem concentra o pensamento e a energia na escassez viverá na escassez. Quem quer abundância, tem que desejar abundância, pensar nesse sentido e tomar iniciativas para que as coisas aconteçam. Se a intenção é boa e justa, todas as forças do universo concorrem para dê certo.

Não existe erro para quem faz. Prender-se apenas à expectativa dos resultados ou ao que vai acontecer no futuro gera, na maioria das vezes grande ansiedade, sabota a confiança e não produz nenhum efeito construtivo. Os momentos de perdas, de dores e até de doenças devem ser compreendidos como uma advertência de que não estamos no caminho certo, servir para o nosso crescimento, e fortalecer a nossa capacidade de superação, de seguir em frente e de FAZER.

Entender que as oportunidades estão disponíveis, acreditar que é sempre possível e acessar o melhor que está dentro de nós, nutri a esperança e aumenta a nossa capacidade de realização.

A esperança não morre nunca para aqueles que têm fé em Deus e uma atitude positiva. A esperança é o que faz a vida ser uma grande aventura. Ela não determina o futuro. Não estabelece propósitos e nem objetivos. Mas produz a força necessária para chegarmos aonde queremos e continuar seguindo em frente.


NILMAR GAVINO RUIZ
É professora, ex-secretária da educação, ex-prefeita de Palmas e ex-deputada federal. É co-autora da ARH – Auto Reprogramação Humana –  e palestrante.
nilruiz@uol.com.br


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também