CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Capital da Fé promove oportunidades a recuperandos

Capital da Fé promove oportunidades a recuperandos
5 (100%) 1 voto

A Prefeitura de Palmas concedeu cinco estandes destinados a projetos sociais de instituições na Vila Gastronômica do Capital da Fé 2019 e um dos box sorteados foi para a Casa Crer que é especialista em recuperação e reeducação de dependentes químicos. A abertura desse espaço tem gerado para os participantes uma renda extra com a venda de kaftas e refrigerantes. 

As mulheres da Casa Crer fabricam as kaftas e ganham R$ 0,10 por cada espeto produzido e os homens que já concluíram o tratamento estão na comercialização e ganham R$ 0,50 por espeto vendido. 

A ex-dependente química Patrícia Fazolin, 36, atualmente é vice-presidente na Casa Crer e foi quem liderou a produção das kaftas. “Eu quero agradecer Prefeitura de Palmas por ter aberto esse espaço em que podemos trabalhar, porque o trabalho edifica a pessoa e além de tirar a mente das ruas, ainda gera uma renda para todos nós”, disse. 

Fazolin aos 23 anos começou a traficar, passou para a bebida e depois para o crack. Perdeu tudo e se tornou moradora de rua, em São Paulo, e era conhecida como a incendiária de Jaraguá porque ateava fogo nas pessoas. E na última etapa quando consumia etanol, percebeu que precisava de ajuda e veio para Palmas para iniciar o tratamento. 

Ao chegar na Casa Crer conheceu Gismar dos Santos, 34, também na luta contra a dependência química. Enfrentaram juntos os desafios e começaram a se relacionar. Em 22 de novembro de 2015 se casaram e atualmente lutam diariamente para ajudar na recuperação de outras pessoas, ela como vice-presidente da instituição e ele como conselheiro. 

“É muito bom trabalhar aqui e ainda por cima poder se divertir de maneira saudável, então ter esse momento e todo esse investimento em estrutura é uma excelente referência que o município está deixando para toda família palmense”, acrescentou Fazolin. 

A coordenadora da unidade feminina da instituição, Karla de Freitas Barros, acredita que ter um estande no Capital da Fé foi um divisor de águas na vida dos participantes da casa. “Eu acredito que o Palmas Capital da Fé pode ser resumido na palavra ‘acreditar’, acreditar nas pessoas, valorizar e respeitar, dando uma oportunidade para inseri-las”, ressaltou. 

Para a presidente da casa, Natalia Cintra, o espaço sorteado está ajudando a construir vidas. “Não é apenas um estande, aqui está ajudando a construir várias vidas, pois são recuperandos que não estão com o tempo ocioso, então de toda forma está ajudando no tratamento deles”, completou. (Da Secom Palmas)


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: [email protected]

Leia também