CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

EM OFF / Eduardo Mantoan manda recados na abertura dos trabalhos da Aleto e defende candidato único para Cinthia e Wanderlei em Palmas

OS RECADOS DE MANTOAN

O deputado estadual Eduardo Mantoan (PSDB) abriu seu ano legislativo nesta terça-feira, 6, com um discurso sublinhado por recados. Primeiro, ao reafirmar o compromisso de atuar neste seu segundo ano “com seriedade, respeito, muito diálogo, com o objetivo maior de entregar resultados para a população”, alfinetou: “Embora alguns e algumas insistam pelo caminho do desrespeito, da truculência, da gritaria e das ameaças dos bastidores”. Mantoan ainda insistiu: “A política não é uma guerra, os adversários não são inimigos, a calúnia, a difamação, a desinformação, a fake news e o denuncismo não devem ser a munição das nossas disputas e embates”.

CINTHIA E WANDERLEI COM O MESMO CANDIDATO

Mais à frente o tucano defendeu abertamente que o governador Wanderlei Barbosa (Republicanos) e a prefeita de Palmas e sua esposa, Cinthia Ribeiro (PSDB), estejam no mesmo palanque nas eleições da Capital. Após elogiar a postura dos dois nos respectivos governos — ambos presentes à sessão da Assembleia –, Mantoan afirmou: “Por isso, fico feliz com qualquer notícia sobre eventuais costuras políticas para que a prefeita Cinthia e o governador Wanderlei Barbosa tenham o mesmo candidato ou candidata a prefeito da nossa Capital”. Para o deputado, “quem caminhou junto em 2022 e foram vitoriosos, tem tudo para repetir essa dose agora em 2024”. “Juntos os dois têm totais condições de encontrar uma pessoa que dialogue com todas as forças, trate a todos com respeito, tenha reputação limpa, propostas claras para melhorar ainda mais a cidade e que faça política de qualidade”.

CINTHIA TAMBÉM MANDOU RECADO

A prefeita Cinthia também mandou um recadinho e alfinetada em sua fala na abertura do ano legislativo da Assembleia. Ela disse que Palmas não pode “jamais voltar à época de discussões, de travar brigas e, mais do que isso, para a época do desrespeito, da ignorância, da falta de diálogo, dos gritos”. Ela disse que esse período — “há um tempinho muito pequeno” — “fazia com que Palmas vivesse em uma ilha isolada” e que “questionasse até mesmo as decisões tomadas pelo Tribunal de Contas”. “Este momento é um momento que Palmas nunca mais voltará a viver”, garantiu. Quem travou uma guerra com o TCE foi o ex-prefeito Carlos Amastha (PSB), que combateu o relator responsável pelas contas da Capital, Alberto Sevilha.

GOIANYR REAGE A FALAS DE VAGUINHO

O jornalista e pré-candidato a prefeito de Almas, Goianyr Barbosa (Republicanos), rebateu à coluna as afirmações do prefeito Wagner Nepomuceno de Carvalho, o Vaguinho (MDB), que não descartou a possibilidade de até as convenções haver um consenso entre o projeto do republicano e do atual vice-prefeito e também pré-candidato, Neri Xavier (Progressistas). “Porque é uma construção que visa a continuação da melhoria de Almas”, defendeu Vaguinho à coluna semana passada. Para ele, na verdade, se trata de duas pré-candidaturas da base do governador Wanderlei Barbosa (Republicanos). Mas, pela nota que enviou, Goianyr mostrou não ter gostado muito das palavras do prefeito.

SEM NESGA DE VERDADE

Goianyr disse na nota que não há “uma nesga de verdade” na fala do prefeito. O pré-candidato do Republicanos avisou que não pertence à base política de Vaguinho. “Desde outubro passado que não faço mais parte do grupo e das ações políticas do prefeito, isto é, desde o episódio da minha filiação, ocorrido em outubro passado, ocasião em que o governador esteve prestigiando a minha chegada ao Republicanos e, para a minha surpresa e de muitos, tanto o prefeito como o vice-prefeito Nery não compareceram ao evento, mesmo com o acerto prévio da participação de ambos”, contou.

FICOU CLARA A OPÇÃO

Para Goianyr, com o fato do prefeito de não comparecer à sua solenidade de filiação, “ficou clara a sua opção pelo outro lado, numa clara falta de consideração não só para comigo, mas com o governador que veio exclusivamente à solenidade”.

PARTIU DO PRÓPRIO PREFEITO

Ainda segundo Goianyr, o convite para colocar o seu nome como mais uma opção, além do vice, “partiu do próprio prefeito e reiterada vezes”. O pré-candidato do Republicanos contou ter desejado retirar o seu nome do processo por duas ocasiões, “por conta das críticas ferrenhas que partiam de algumas pessoas do primeiro escalão do prefeito”. “Nas duas tentativas, o prefeito não aceitou a minha retirada do jogo”, disse.

POR QUE NÃO CONVIDARAM?

Ele ainda questionou o fato de ter sido colocado por Vaguinho em seu grupo político, mas não ter sido convidado para a filiação do vice, no sábado, 3, ao Progressistas. “Ora, se eu sou da base, por que na filiação de sábado passado nem o prefeito e muito menos o vice Nery não me convidaram? Que base é essa que eu pertenço? É uma falácia fora de base para justificar os erros do não comparecimento quando da minha entrada ao partido [Republicanos]. O discurso do prefeito e dos deputados [no sábado] foi de candidatura única dentro do grupo. E mais, o vice Nery, além de não comparecer [à filiação de Goianyr ao Republicanos], ainda pressionou lideranças a não comparecer ao ato filiatório”, protestou o pré-candidato.

DISSONÂNCIA TOTAL

Sobre a fala de Vaguinho de que o candidato será definido pelo povo, Goianyr a classificou “de uma dissonância total”, e avisou que está construindo “seu projeto com pessoas confiáveis”. “O crescimento é visível a cada dia, além do de contar com o apoio do governador Wanderlei Barbosa, do vice Laurez Moreira, do senador Eduardo Gomes, da senadora Dorinha, da deputada Cláudia Lélis, e de vários deputados que fazem parte do seu ciclo de amizades”, destacou.

GEDEON NÃO DEFINIU, MAS ENTORNO NÃO DESCARTA

A eleição da Seccional Tocantins da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-TO) será apenas em novembro, mas já há alguma movimentação sobre possíveis candidaturas. O atual presidente, Gedeon Pitaluga, está em seu segundo mandato, mas não está impedido pelo regulamento de disputar um terceiro. Contudo, ele ainda não se definiu, mesmo que seu entorno não descarte nada neste momento.

SITUAÇÃO E OPOSIÇÃO

De toda forma, as especulações de quem poderia ser seu candidato já ocorrem entre os operadores do direito. O nome mais citado, pela situação, é o do advogado Adwardys Vinhal. Também comentam sobre um possível nome da oposição, e apontam o dedo para o advogado Leonardo Maciel.

ALEXANDRE É BEM-VINDO AO MDB

O presidente do MDB de Araguaína, o ex-vereador José Ferreira Barros Filho, o Ferreirinha, teve uma longa reunião, a portas fechadas, no final da tarde de sexta-feira, 2, com o deputado federal Alexandre Guimarães (Republicanos), cuja filiação ao partido é aguardada. À coluna, Ferreirinha disse que os dois tiveram “um bom papo”. “Conversamos um bom tempo, falamos muito sobre política, em especial o MDB e Araguaína”, afirmou. Ferreirinha contou que Alexandre e toda família dele são seus amigos há muito tempo. “Discutimos sobre o processo eleitoral de 2024. Alexandre será bem-vindo ao MDB, fortalecerá o partido, bem como ele próprio, que entrará num partido grande e bem organizado, com muitos diretórios constituídos, o que de certa forma ajudará a crescer seu capital político. Foi realmente um bom papo”, avaliou.

SEM VEREADOR DE MANDATO

Deputado Marcus Marcelo com o grupo do DC em Colinas (Foto: Divulgação)

Em Colinas, na sexta-feira, 2, o presidente local do Democracia Cristã (DC), Brenno Albuquerque, avisou durante reunião de pré-candidatos que o partido não terá vereador de mandato para as eleições de 2024. O deputado estadual Marcus Marcelo (PL), líder do grupo na cidade, participou da reunião. Segundo Brenno, o DC “respeita e reconhece a importância de todos os vereadores eleitos”, mas, neste ano, afirmou, o objetivo “é dar oportunidade para todos que sonham em conquistar o seu primeiro mandato” de ter uma disputa “em condições mais justas, sem que sejam apenas usados como ‘escada’ para elegerem os mesmos vereadores de sempre”.

EM PALMAS, HÁ VEREADOR EM PÂNICO

E não é só lá que os vereadores estão encontrando dificuldades, Em Palmas, há alguns em pânicos. Eles estão fazendo contas e mais contas para definir se ficam onde estão ou se deixam suas legendas. Fato é que muitos partidos não querem parlamentar de mandato e há aqueles que torcem para que os vereadores que elegeram em 2020 busquem nova sigla na janela de março.

VALDEMAR NA REELEIÇÃO DE SALOMÃO

O deputado estadual Valdemar Júnior (Republicanos) foi a Dianópolis na quinta-feira, 1º, e, na residência do ex-vereador Osvaldo Baratins (MDB) hipotecou seu apoio à reeleição do prefeito José Salomão (PT). Várias lideranças locais participaram da reunião.


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também