CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

EM OFF / Vanda Monteiro acredita que terá nos próximos dias carta de Dorinha que a libera para o PDT; Ferreirinha só deixará comando do MDB de Araguaína se Marcelo Miranda fizer intervenção

VANDA ACREDITA EM ANUÊNCIA DE DORINHA

A deputada estadual Vanda Monteiro espera para os próximos dias a carta de anuência da presidente regional do União Brasil, senadora Dorinha Seabra Rezende, para que possa trocar o partido pelo PDT, do vice-governador Laurez Moreira. O que se diz na Assembleia é que a parlamentar teria essa garantia de Dorinha e do vice-presidente do UB, o deputado federal Carlos Gaguim.

TESOUREIRO

Inclusive, diz-se que Vanda deixando o UB, a vaga dela na executiva estadual, de tesoureira, seria ocupada por Gaguim.

ALIADOS JÁ FORAM

Dois aliados da deputada estadual já se adiantaram e se filiaram ao PDT. O chefe de gabinete de Vanda, Antônio de Pádua (à esq.), e Carlin do Som, chefe de gabinete do vereador Marcio Reis (UB). Eles foram filiados por Laurez Moreira nesta semana. Ambos deixaram o União Brasil.

PRECISA DE INTERVENÇÃO DA ESTADUAL

Ainda sobre a chegada do deputado federal Alexandre Guimarães (Republicanos) ao MDB, a expectativa é de que a mudança no comando do diretório de Araguaína — que ficou na cota do parlamentar — não será automática, nem muito simples. Isso porque o presidente municipal, o ex-vereador José Ferreira Barros Filho, o Ferreirinha, foi eleito para o cargo em 2023 e tem mandato. Portanto, só uma intervenção da executiva estadual pode tirá-lo da presidência. Executiva, claro, comandada pelo ex-governador Marcelo Miranda, que foi quem avalizou a candidatura de Ferreirinha no ano passado.

SÓ COM ALEXANDRE

Assim, já se projeta que essa mudança no diretório araguainense só ocorra quando Marcelo deixar o comando regional, no final de maio, e Alexandre Guimarães assumir a presidência do MDB estadual. Aí o deputado poderá fazer a intervenção.

DISCURSO ABANDONADO

A prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro (PSDB), abandonou o discurso que tinha preparado para ler na abertura do ano legislativo da Câmara na terça-feira, 6, depois das ácidas críticas que ouviu de corpo presente do vereador de oposição Rogério Freitas (PSD). Calma, ela optou por falar sobre as conquistas da educação, as dificuldades do transporte público, sobre a facilidade com que as falsas informações se espalham e, claro, mandar seus recados a Rogério e oposicionistas.

ACENOS AOS EX-ALIADOS

Primeiro, ela fez acenos aos ex-aliados. Lembrou ter conseguido a reeleição em 2020 com o apoio de Rogério e sua “família maravilhosa”. Também se voltou para outro ex-correligionário que rompeu com ela no processo da eleição da mesa diretora de 2022, Jucelino Rodrigues (PSDB). “Agora não sou candidata a nada. Sou candidata a eleger os amigos, viu, Jucelino? Pode me chamar para um bom palanque, pode dizer que tem uma companheira, principalmente para as feijoadas”, avisou em tom de brincadeira.

A DOR DA FAMÍLIA

Mais à frente voltou a se ocupar de Rogério Freitas, depois de dizer que “a verdade é única, ela é contada da mesma forma sempre de início ao fim” e que “isso é muito importante porque, no universo público do homem político, da mulher política, a sua palavra vale muito, a sua honra vale muito”. Então se dirigiu ao vereador do PSD: “Eu nem de longe, vereador Rogério Freitas, consigo imaginar a dor da sua família quando ela o viu passar por um momento muito difícil. E eu louvo e agradeço a Deus pela sua vida, da mesma forma que orei com a sua esposa várias vezes. Espero que isso seja uma página virada no passado”, afirmou olhando para o vereador, no que foi entendido como uma referência à prisão do parlamentar em agosto de 2018, na Operação Jogo Limpo.

DE CORAÇÃO

Cinthia ainda prosseguiu dizendo que, “independente de palanques”, levava uma “mensagem realmente de coração” de que possa ver Rogério “galgando outros espaços”. “Que possa lhe ver elogiar cada vez mais as grandes conquistas que você, como profissional da educação, verá acontecer na nossa cidade”, disse.

VICE DE FORMOSO EMITE NOTA SOBRE OPERAÇÃO

O vice-prefeito de Formoso do Araguaia, Israel Borges Nunes, o Kawê, emitiu nota em que diz que foi pego de surpresa com a Operação Dubai, da Polícia Federal, no dia 1º, que teve como um dos alvos o prefeito Heno Rodrigues. “Como todos sabem, não sou parte ativa da gestão e nem da investigação”, ressaltou ele, que disse ter sido “procurado como declarante para esclarecer algum envolvimento pessoal e de algumas outras pessoas na investigação”. “Sou vice-prefeito e, como tal, não sou ordenador de despesas. Durante a entrevista, fui indagado pela minha participação na gestão e também na Secretaria de Educação. Não fui de grande ajuda, pois não tenho conhecimento das licitações e nem de contratos dessa secretaria. Também deixei claro que não fui convidado para viagem de Dubai, e nunca participei da parte administrativa dessa gestão, um dos motivos pelos quais me afastei dela em maio de 2023”, contou.

ABRÃO COSTA, PRÉ-CANDIDATO DA BASE

O ex-prefeito Abrão Costa, escolhido pelo MDB como o nome do partido à sucessão em Miranorte, é, na verdade, mais um dos pré-candidatos da base à disposição do prefeito Carlinhos da Nacional. Como todos os outros postulantes emedebistas se retiraram da disputa, a vereadora Ana Luiza não é mais pré-candidata. Além de Abrão, Carlinhos tem à sua escolha o vereador Adriano Santiago (Republicanos), a vice-prefeita Jô Ribeiro e o servidor público Leandro Barbosa.

WANDERLEI É FONTOURA

Pelo jeito, o ex-vereador de Figueirópolis Toti Milhomens vai ficar na vontade de ter o apoio do governador Wanderlei Barbosa (Republicanos) à sua pré-campanha em Figueirópolis. É que Wanderlei já está apoiando o ex-prefeito José Fontoura Primo (2º à dir.), que foi recebido pelo governador no dia 1º, com direito a foto.


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também