CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Acipa vê números “estáveis” de Covid-19 em Palmas e volta a pedir flexibilização da quarentena

Associação Comercial e Industrial de Palmas que regras semelhantes às estabelecidas em Araguaína, no Norte do Tocantins

Em mais um ofício enviado à prefeita Cinthia Ribeiro (PSDB) nesta quarta-feira, 8, a Associação Comercial e Industrial de Palmas (Acipa) voltou a pedir a flexibilização das medidas de contenção contra o Covid-19. A entidade quer que a Capital adote um modelo semelhante ao de Araguaína de forma a permitir a abertura de uma maior gama de empreendimentos, mas respeitando os protocolos e recomendações dos órgãos de saúde.

Números estáveis de casos de Covid-19

Para reforçar o pedido de afrouxamento das medidas de contenção, a Acipa argumenta que a Capital tem números de confirmação de Covid-19 “estáveis”.. “O que demonstra possibilidade de certa flexibilização do decreto”, diz a associação. Palmas é o município no Tocantins com o maior número de pessoas com a doença, totalizando 14 diagnosticados.

Demissões e aumento da miserabilidade

A Acipa alerta que a quarentena já causou “demissões em massa” em Palmas e reforça preocupação com as pequenas empresas, que podem não ter condições de sobreviverem. “Pessoas delas dependem absolutamente para sobrevivência e sustento do lar, o que, atualmente, ter certamente aumentado os índices de miserabilidade e pobreza”, defende.

Restrições abrange menos empresas em Araguaína

Exemplo usado pela Acipa, Araguaína estabeleceu que o atendimento presencial em estabelecimentos bancários, comerciais e de serviço está suspenso por tempo indeterminado.  Entretanto, a regra não se aplica a serviços médicos e veterinários, indústrias, lojas de materiais para construção; distribuidores de gás e de bebidas; postos de combustíveis e derivados; caixas eletrônicos; concessionárias, entre outros. Igrejas e feiras voltam a funcionar e restaurantes apenas por entrega.


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também