CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Após reconhecer restrições como “emergenciais para salvar vidas”, Madeira diz que foi “mal interpretado” e nega apoio a decreto de Cinthia

Ouça a matéria

Após soltar uma nota para considerar as novas restrições adotadas em Palmas para conter a Covid-19 era “uma decisão emergencial para salvar vidas”, o presidente da Associação Comercial de Palmas (Acipa), Joseph Madeira, divulgou um vídeo nas redes sociais para dizer que a manifestação foi “mal interpretada”. “Não é uma nota de apoio ao Decreto, é uma nota que mostra posicionamento firme da Acipa na defesa da coerência e do bom senso que o momento requer”, diz o empresário.

Prudência e coerência

Apesar de reforçar que a nota não é uma defesa do Decreto da Prefeitura de Palmas, Joseph Madeira também não é direto em criticar as ações adotadas pelo município. O empresário se resume a listar ações adotadas pela associação no âmbito da pandemia, como a campanha Unidos Pela Vacina e o processo judicial que impediu que a Lei Seca vigorasse na Capital, e, em seguida, colocou a entidade à disposição para debater ações sobre o cenário de crise. “O momento agora é outro, requer, como disse, prudência e coerência. E a Acipa tem sido e continuará sendo uma ponte para o diálogo e busca de soluções”, encerra.

Confira abaixo o vídeo de Joseph Madeira e a íntegra da nota da Acipa enviada anteriormente:

Considerando o aumento de casos de Covid – 19 e iminência de um colapso na rede de saúde de Palmas, a Associação Comercial e Industrial de Palmas (ACIPA) entende que esta é a fase mais crítica da doença na capital e destaca que este momento requer prudência e bom senso.

Considerando o Decreto nº 2.003, publicado no Diário Oficial do Município desta quarta-feira, 3, relativo ao funcionamento apenas de serviços essenciais, trata-se de uma decisão emergencial para salvar vidas.

A ACIPA sempre defendeu medidas preventivas para combater o avanço da pandemia, mas é necessário olhar para frente e pensar no que poderá ser feito a partir de agora.

Diante desse contexto, encampamos o movimento UNIDOS PELA VACINA no Tocantins que reúne empresários e sociedade civil organizada em prol da imunização de forma rápida, segura e eficaz a todos os brasileiros até setembro.

A ACIPA se coloca à disposição do associados, das autoridades e de toda a população para, juntos, superarmos este imenso desafio.

Mais do que nunca, o momento é de somar esforços e unir propósitos.

Joseph Madeira
Presidente da Acipa


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também