CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Número de inadimplentes na Capital cai 1,7% em junho, mas CDL considera que ter 39 mil negativados “ainda é preocupante”

Dados do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) mostram que o número de inadimplentes na Capital do Tocantins caiu 1,7% de maio para junho. A queda comparada ao mesmo período de 2020 chegou a 5,4%, aponta a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). O levantamento mostra que 39 mil pessoas estão com o Cadastro da Pessoa Física (CPC) negativados pelas empresas de Palmas. O valor da dívida soma cerca de R$ 67 milhões. 

Faixa etária dos devedores palmenses

Ainda de acordo com os dados, o número de devedores com participação mais expressiva foi o da faixa de 30 a 39 anos (28,8%), seguido por 40 a 49 anos (21,4%), 25 a 29 anos (16,6%), 50 a 64 anos (15,2%), de jovens de 18 a 24 anos (11,8%) e pessoas entre 65 a 85 anos ou mais (5,6%). A distribuição dos inadimlentes por sexo ficou em 50,05% mulheres e 49,95% homens.

Valor médio e tempo da dívida

Em junho de 2021, cada consumidor negativado da cidade devia, em média, R$ 3.343,52.  O tempo médio de atraso dos devedores negativados de Palmas é igual a 29,5 meses, sendo que 37,7% dos devedores possuem tempo de inadimplência entre 1 a 3 anos. Cada consumidor tinha em média 1,9 dívidas em atraso. O número ficou acima da média da região Norte (1,7 dívidas por pessoa inadimplente) e acima da média nacional registrada no mês (1,8 dívidas para cada pessoa inadimplente). 

Número de endividados ainda é preocupante

O presidente da CDL de Palmas, Silvan Portilho, avaliou os resultados de junho. “A queda no número total de negativados é algo a se comemorar. No entanto, o número expressivo ainda é preocupante. Entendemos que o Brasil ainda enfrenta um período difícil, onde diversas pessoas se encontram com dificuldades financeiras e isso reflete diretamente nas contas em atraso”, disse.


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também