CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Com apenas três votos contrários, AL aprova data-base unificada de 1%; Sisepe fala em ir à Justiça

Com apenas três votos contrários, AL aprova data-base unificada de 1%; Sisepe fala em ir à Justiça
4.9 (98.33%) 12 votos

A Assembleia Legislativa aprovou no início da noite desta quarta-feira, 9, a revisão geral anual do funcionalismo de todos os Poderes com o índice unificado de 1%. Dos deputados, apenas Júnior Geo (Pros), Nilton Franco (MDB) e Rerisson Macedo (DC) votaram contra a proposta do Palácio Araguaia e favorável à vontade das categorias que pediam o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do último ano como data-base. Os Projetos de Lei que tratam dos reajustes dos servidores do Executivo, Judiciário, Legislativo, Ministério Público (MPE) e Defensoria (DPE) agora seguem para a sanção do governador Mauro Carlesse (DEM).

Descumpre Constituição

Um dos líderes do movimento de pressão do funcionalismo, o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Tocantins (Sisepe), Cleiton Pinheiro, criticou a decisão dos parlamentares e já fala em adotar as medidas judiciais cabíveis para garantir o restante do percentual de correção da inflação. “A data-base de 1% não garante a correção da inflação, logo temos a perda do poder de compra e com isso a redução dos nossos salários. São dois pontos da Constituição Federal descumpridos, a revisão geral anual e a irredutibilidade salarial. A maioria dos deputados justifica o ato contrário aos servidores com base em um acordo feito com o governador, esse mesmo chefe do Executivo que não conversou com os representantes dos servidores”, disparou.


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também