CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Derrotado, Ataídes dispara contra prefeitos tucanos: “Vocês me tiraram do Senado”

Presidente do PSDB do Tocantins entende que o segundo voto para senador nos municípios governados por tucanos prejudicou sua reeleição

0
Derrotado, Ataídes dispara contra prefeitos tucanos: “Vocês me tiraram do Senado”
3 (60%) 2 votos

Em um vídeo de mais de cinco minutos, o senador não reeleito Ataídes Oliveira faz um “desabafo” aos correligionários prefeitos e os responsabilizaram pela sua derrota nas urnas no domingo, 7, quando ficou apenas na quinta colocação na disputa. O presidente do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) no Tocantins entende que a culpado por não permanecer no Congresso Nacional foi o segundo voto para o Senado Federal em municípios tucanos.

Ataídes Oliveira começa a gravação argumentando que, ao ser alçado ao Senado Federal, buscou fazer “uma grande base eleitoral” por meio da destinação de recursos com o objetivo de lançar-se ao Palácio Araguaia. Segundo o parlamentar, a maioria dos valores arrecadados já estariam na Caixa Econômica Federal e serão responsáveis por garantir a reeleição dos prefeitos tucanos. “Eu não tenho dúvida”, decreta. Entretanto, o congressista lamenta que tal ação não foi suficiente para lhe garantir uma candidatura a governador.

“Olha aí, consegui formar esta grande base, o maior partido do Tocantins, para que eu fosse então candidato a governo do nosso Estado, mas lamentavelmente, vocês, tucanos e tucanas, não me permitiram. Com exceção de uma pessoa só. Mas tudo bem, aceitei”, afirmou Ataídes Oliveira, que, com esta frustração, voltou a mirar À reeleição ao Senado Federal.

No vídeo, o congressista afirma que esperava que a base eleitoral criada lhe permitiria, ao menos, a reeleição; o que não aconteceu. “Consegui manter a amizade, o respeito a cada um de vocês, contanto que, com esta grande base, eu me manteria no Congresso Nacional, ajudando nosso País, nosso Estado, especialmente, cada um de vocês. Mas eu tenho a dizer: vocês também não me deixaram permanecer no Senado Federal”,  decretou o tucano.

Na avaliação do parlamentar, o que lhe tirou a reeleição foi o segundo voto para senador nas cidades geridas por correligionários. Como exemplo, Ataídes Oliveira cita Peixe, do prefeito José Augusto (PSDB). No município, o tucano ficou na segunda colocação com 1.880 votos, mas o terceiro colocado e eleito senador Eduardo Gomes (SD) recebeu apenas um voto a menos.

“Eu falei para vocês que o segundo voto me tiraria do páreo, e vocês – não sei e tem exceção – me tiraram do Senado Federal, quando vocês apoiaram este segundo voto. Não sei se foi por pressão do Palácio Araguaia ou por outro meio, mas isto é fato”, comentou.

Ao concluir, Ataídes Oliveira garante não ter nenhuma mágoa com os prefeitos tucanos, mas volta a responsabilizá-los pela derrota. “Não tenho nenhuma raiva, ódio. Desejo futuro, o sucesso de cada um de vocês, desejo que sejam reeleitos. Eu vou cuidar da minha vida, dos meus negócios, mas eu não poderia deixar de fazer este desabafo. Tenham certeza que vocês me tiraram o direito de continuar no Senado Federal ajudando nosso País, nosso Estado e vocês”, encerra.

Veja abaixo a íntegra da manifestação de Ataídes Oliveira:

Leia também
Receba notícias do CT em seu e-mail
Inscreva-se para receber as últimas novidades e atualizações diretamente no seu e-mail.
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento
Comentários
Carregando...