CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Em ano eleitoral, coronavírus também dá munição para troca de tiros entre Cinthia e adversários; município suspende aulas e eventos de massa

Em meio a críticas de adversários, a prefeita Cinthia Ribeiro (PSDB) decretou no final da tarde deste sábado, 14, situação de emergência na saúde pública de Palmas por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). O decreto foi publicado no Diário Oficial do Município à noite. Estão suspensos eventos em locais de concentração de massa, inclusive aqueles já autorizados pela prefeitura; também as aulas na rede pública municipal, atividades do Centro de Criatividade da Fundação Cultural de Palmas, aulas e apresentações da Orquestra e Coral Jovem da Guarda Metropolitana. Conforme a prefeitura, as medidas que podem ser reavaliadas a qualquer momento.

Caráter cautelar

O secretário Municipal da Saúde, Daniel Borini Zemuner, explicou que, embora Palmas não tenha nenhum caso de contaminação confirmado pelo novo coronavírus, a medida tem caráter cautelar e é mais uma estratégia para conter a disseminação da doença, que é infecciosa e transmitida pela via respiratória. Até este momento, a Capital tem dois casos suspeitos notificados ao Ministério da Saúde e quatro suspeitos, em monitoramento.

COE é ativado

A prefeita também ativou o Centro de Operações de Emergência em Saúde (COE-Palmas Covid-19), coordenado pela Secretaria Municipal de Saúde, para monitoramento da emergência em saúde pública declarada e que já realizou sua primeira reunião na tarde desse sábado. Conforme o município, “o COE é uma estratégia prevista nos protocolos do Ministério da Saúde e é ativado pelos entes públicos em situações de emergência”. É competência do COE-Palmas Covid-19 modificar ou alterar medidas referentes ao enfrentamento da proliferação do novo coronavírus, de acordo com a evolução do cenário epidemiológico.

Plano de Contingência

O município afirmou que, desde 28 de janeiro, está com seu Plano de Contingência montado, o que significa que a rede municipal de saúde está apta a executar o fluxo e processos de trabalho relacionado ao novo coronavírus, caso haja necessidade.

Coronavírus em ano eleitoral

Durante a tarde desse sábado, alguns os adversários foram para cima da prefeita Cinthia Ribeiro e do município, cobrando medidas de prevenção à chegada do novo coronavírus. O pré-candidato a prefeito Hudson Guimarães (sem partido) “deu” no Twitter “até segunda-feira [16] depois do meio-dia” para a gestão municipal dizer “quais são as medidas governamentais a serem tomadas para evitar a disseminação do Covid-19 na Capital”.

Oportunismo é mais letal

Cinthia reagiu pouco depois: “Os casos suspeitos de contaminação pelo coronavírus estão sendo monitorados diariamente. Porém, o que me assusta nesse triste e preocupante contexto de pandemia mundial, é assistir manifestações de pessoas públicas usando dessa situação para tirar proveito político”. E também: “Fake news e oportunismo político se revelam mais letais do que o coronavírus”.

Traidora e tremenda incompetência

Já o ex-prefeito e ex-aliado Carlos Amastha (PSB), que já avisou que tem como uma das principais metas em 2020 derrotar Cinthia em outubro, foi mais duro, e postou após a resposta indireta da prefeita ao delegado Hudson: “Além de traidora do povo de Palmas e da tremenda incompetência, ainda zoa com a vida dos palmenses, o mesmo que faz com as mulheres, com as minorias e qualquer um que não tenha poder para se defender. Vamos retomar”.

Parabéns aos envolvidos

Depois que a prefeitura anunciou as medidas, contudo, o pré-candidato Hudson Guimarães elogiou: “Parabéns à @cidadepalmas pela decisão enérgica e rápida em relação à Pandemia. Informações e atitudes preventivas ganham qualquer guerra. Parabéns novamente a todos envolvidos”. E continuou: “O Decreto Municipal trará problemas para muitas pessoas e empresas, mas os prejuízos podem ser maiores sem as medidas amargas”.

Manteve-se no ataque

Amastha, contudo, continuou batendo, após um post de Cinthia garantindo que todas as medidas estavam sendo tomadas e que o município já havia instituído seu plano de contingência: “Deve ser um plano para tirar a vida dos moradores dos ‘guetos’ e do ‘baixo clero’. Alguém acredita nesse plano? UPAS hiper lotadas antes da confirmação de qualquer caso. Imaginam se acontecer? Tomara não”, atirou o ex-prefeito.

Confira os posts trocado indiretamente nesse sábado entre Cinthia, Hudson e Amastha:

 


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: [email protected]

Leia também