CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Prefeito de Peixe diz que tucanos “rechaçaram” ideia do 2º voto nulo defendida por Ataídes

0
Prefeito de Peixe diz que tucanos “rechaçaram” ideia do 2º voto nulo defendida por Ataídes
5 (100%) 2 votos

A cidade de Peixe foi citada pelo senador Ataídes Oliveira (PSDB) como exemplo de como a permissão do segundo voto a Eduardo Gomes (SD) teria lhe tirado a reeleição, mas tal avaliação foi refutada pelo prefeito José Augusto (PSDB) em entrevista ao CT. O gestor contou que a ideia do voto nulo ou branco para a segunda vaga do Senado Federal defendida pelo presidente do PSDB no Tocantins foi rechaçada pelos gestores tucanos de imediato e aponta que derrota deve-se à equívocos do correligionário.

“O senador Ataídes [Oliveira] resolveu montar a estratégia do primeiro voto a ele e o segundo voto ao Senado Federal nulo ou branco, o que foi imediatamente rechaçado por minha pessoa e pelos outros prefeitos do PSDB, sobretudo por não concordarmos eticamente com tal postura”, explicou o prefeito José Augusto.

Em Peixe, Ataídes Oliveira ficou na segunda colocação com 1.880 votos, mas o terceiro colocado e eleito Eduardo Gomes (SD) recebeu apenas um voto a menos. A primeira posição no município ficou com o senador Vicentinho Alves (PR), que recebeu o apoio de 2.069 eleitores. Entretanto, o republicano também não se reelegeu. José Augusto explicou o resultado na cidade.

“Eu fui eleito pelo PR e posteriormente migrei para o PSDB, no sentido de conseguir mais recursos para o meu município. Fechamos o vigésimo mês de administração com R$ 2,92 milhões destinados pelo senador Ataídes e R$ 1,8 milhão destinado por Vicentinho [Alves] e Vicente Júnior. Por reconhecimento resolvi apoiar os dois senadores a reeleição, sendo estes os dois mais votados em Peixe”, comentou.

Questionado especificamente sobre o resultado de Eduardo Gomes, José Augusto minimizou a influência do desempenho do político do Solidariedade. “Estamos falando de cerca de 25 prefeitos do PSDB. Mesmo que fosse real o apoio de todos a Gomes, não existe aqui potencialidade para modificar o resultado de uma eleição em que o senador [Ataídes] ficou em quinto, e não na terceira posição”, comentou.

O prefeito de Peixe acrescentou responsabilizando que a derrota deve-se a erros cometidos pelo próprio presidente do partido no Tocantins. “O senador Ataídes cometeu alguns equívocos de estratégia política ao longo do ano, e se tivesse ouvido a maioria dos prefeitos do PSDB quando de seu posicionamento na suplementar, com certeza seria um dos vitoriosos ao Senado”, afirmou.

José Augusto elencou os erros do correligionário. Insistir numa candidatura inviável ao governo, deixar o partido sem qualquer composição na majoritária da suplementar, vez que haviam convites; bem como deixar de respeitar a posição da maioria dos membros do diretório, os quais queriam a composição com Mauro Carlesse”, encerrou.

Leia também
Receba notícias do CT em seu e-mail
Inscreva-se para receber as últimas novidades e atualizações diretamente no seu e-mail.
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento
Comentários
Carregando...