CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Dimas questiona gastos da Sesau com Covid-19, diz que Carlesse demonstra “preocupação e boa vontade”, mas que Tollini é “incompetente, inoperante e falastrão”

O prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas (Podemos), subiu o tom nesta quinta-feira, 18, contra o secretário da Saúde do Tocantins, Edgar Tollini, que na segunda-feira, 15, criticou a estratégia do município contra a Covid-19 em entrevista concedida a uma emissora de televisão. “Incompetente, inoperante e falastrão”, disparou o araguainense contra o gestor estadual.

Apenas uma única ação concreta

Ronaldo Dimas contesta Edgar Tollini e cita que a “única ação concreta” dele foi a montagem de apenas dez leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para a Covid-19 no Hospital Regional de Araguaína (HRA). 

Inoperância ilustrada no Portal da Transparência

O prefeito cita que próprio Portal da Transparência do Estado mostra que dos quase R$ 34 milhões de contratos emergenciais firmados pelo governo durante a pandemia, apenas R$ 420 mil, cerca de 1%, são da Secretaria da Saúde (Sesau). “Não há registro de compras de respiradores, de monitores, de contratação de mais profissionais, de construções, nada. Falta compromisso”, resumiu o prefeito.

Secretário mentiu

Ronaldo Dimas ainda acusa Edgar Tolini de ter mentido ao Ministério da Saúde ao homologar leitos de UTI de Covid-19 para “crianças inexistentes” no Hospital Dona Regina, em Palmas, deixando na gaveta a homologação dos leitos de UTI para crianças do Hospital Municipal Eduardo Medrado, em Araguaína.

Incompetência com Lacen

A falta de testes no Laboratório Central do Estado não foi esquecido do rol de críticas do prefeito Ronaldo Dimas. “Ele também foi incompetente em relação ao Lacen, deixando faltar insumos essenciais à elaboração dos testes PCR. Os testes são fundamentais para sabermos o avanço da doença”, frisou o prefeito.

Ele é falastrão

De acordo com Ronaldo Dimas, o secretário tem sido inoperante, pois há mais de 15 dias não consegue colocar em funcionamento os sete leitos de UTI já instalados no HRA e o mesmo ocorre com o Hospital de Augustinópolis, promessa antiga. “Ele é falastrão, já que sempre está tudo resolvido ou a culpa é do Ministério da Saúde ou dos prefeitos ou dos médicos. Nunca assume qualquer responsabilidade. Daqui a pouco está colocando a culpa no governador”, salientou.

Prefeito exime governador

Crítico do Palácio Araguaia depois de apoiá-lo em 2018, Dimas surpreendeu agora ao dizer que o governador Mauro Carlesse (DEM) tem mostrado “preocupação e boa vontade” e sugere que o chefe do Executivo está sendo “iludido ou enganado”  pelo secretário com “informações desencontradas e fora da realidade”.


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também