CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Após Cinthia apresentar cronograma para progressões, servidores devem apresentar contraproposta

Insatisfeitos com a falta de prazo para passivos, sindicato deve apresentar uma contraproposta

Após Cinthia apresentar cronograma para progressões, servidores devem apresentar contraproposta
5 (100%) 1 voto

O Sindicato dos Servidores Públicos de Palmas (Sisemp) convocou assembleia geral para às 19 horas desta segunda-feira, 8, para deliberar a proposta de pagamento das progressões e ainda sobre a permanência ou não em estado de greve. A categoria está mobilizada desde o dia 14 de fevereiro para pressionar o Executivo. O cronograma só foi apresentado na quarta-feira, 3, quando a prefeita Cinthia Ribeiro (PSDB) completou um ano à frente do Paço.

Sem receber progressões e titularidades há três anos, o funcionalismo recebeu a proposta com alguma resistência. Segundo o Paço, aqueles que estão sem evolução desde 2016 serão enquadrados em junho deste ano, os de 2017, em agosto; os de 2018, em outubro; e os de 2019, em março de 2020. A prefeitura também garantiu o décimo terceiro e a data-base de janeiro serão pagos tempestivamente. Entretanto, o maior problema da proposta foi em relação ao passivo de R$ 40 milhões, que só será discutido a partir de abril de 2020.

Logo após o anúncio de Cinthia Ribeiro, o presidente do Sisemp, Heguel Albuquerque, avaliou que a prefeitura “progrediu” ao apresentar o cronograma de enquadramento, mas lamentou os termos da a proposta de pagamento do passivo. “A nossa preocupação maior foi realmente em relação ao retroativo. E o Paço não trouxe para o sindicato o porquê de ter deixado este retroativo só para começar a pagar somente no ano que vem”, reforçou nesta segunda-feira o sindicalista ao CT.

De acordo com Heguel Albuquerque, a expectativa é que assembleia delibere uma contraproposta para a prefeitura começar a pagar o retroativo das progressões já no segundo semestre deste ano, iniciando pelos servidores com salários menores. Uma justificativa sobre o porquê de adiar o pagamento do passivo para 2020 também será cobrada do Paço.


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também