CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Daniel Zemuner deixa comando da Saúde de Palmas em meio à pandemia por “motivos pessoais e familiares”; Valéria Paranaguá assume

O Diário Oficial de terça-feira, 4, trouxe a exoneração de Daniel Borini Zemuner da Secretaria de Saúde de Palmas (Semus). A saída a pedido acontece em meio a pandemia de Covid-19. A Capital soma 5.944 casos da doença, com 50 evoluindo a óbito. Diante do cenário, a prefeita Cinthia Ribeiro (PSDB) indicou de forma imediata uma nova titular: Valéria Silva Paranaguá

Carta de agradecimento, com recados a administração anterior

Por meio do próprio município, Daniel Zemuner divulgou uma carta de agradecimento pelo período que ficou como secretário. O também servidor do município fez um extenso relato sobre os trabalhos desenvolvidos, dando destaque especial para a reestruturação financeira da secretaria, que em 2018, primeiro ano de sua gestão, teve que arcar com R$ 15 milhões de despesas de exercícios anteriores; bem como o investimento em novas unidades de saúde e a reorganização da rede.

Questões pessoais e familiares

Apenas após o balanço da gestão é que Daniel Zemuner revela o motivo da saída. O ex-secretário afirma que havia um acordo feito com a prefeita de que deixaria a pasta no final de 2019, mas necessidades de estruturação de todas as pastas exigiu que o prazo de permanência se estendesse até abril, com a pandemia prejudicando novamente este desligamento da administração. Entretanto, novos fatores impediram a continuidade. “Neste momento, devido a questões pessoais e familiares, não será mais possível permanecer no cargo. Entretanto, devido à confiança na equipe que é preparada e comprometida com as ações em andamento, acredito que não haverá perdas e nem descontinuidade no planejamento”, garante.

Nova secretária

Valéria Silva Paranaguá assumiu a Semus no mesmo dia da saída de Zemuner. Especialista em epidemiologia, a nova secretária ocupava o cargo de superintendente de Atenção Primária e Vigilância em Saúde da pasta desde o janeiro deste ano. Paranaguá é graduada em Serviço Social pela Universidade Federal do Maranhão e mestre em Saúde Pública, com ênfase em Epidemiologia, pelo Instituto Superior de Ciências Medicas de La Havana (Cuba). A gestora passou pela Secretaria de Saúde do Tocantins (Sesau) como superintendente e já foi secretária de Lajeado.


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também