CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Vereadores de Natividade: falta ônibus escolar; Paço: pendência foi resolvida

Vereadores de Natividade: falta ônibus escolar; Paço: pendência foi resolvida
avaliar matéria

O presidente da Câmara de Natividade, Marcel Araújo (PV), e os vereadores Janys Flevys (PRP), Pedro Antônio (MDB), Romeu Belém (PSDB) e Raimundo Nonato (PSB) denunciaram nesta segunda-feira, 29, suposta falta de ônibus escolar para atender alunos da rede municipal de ensino do Distrito do Príncipe. Por meio da assessoria, a prefeitura admitiu problemas no veículo que atendia região, mas reforça que o problema já foi solucionado com a locação de outro.

Na denúncia realizada no Ministério Público do Tocantins (MPE) em Palmas, os vereadores alegam que o Distrito do Príncipe ficou “aproximadamente 30 dias” sem ser atendido por ônibus escolar. O grupo reforça que a informação foi confirmada por pais dos alunos e pela própria diretora da escola municipal da região. O ofício cobra do órgão “providências no sentido de averiguar a situação com vistas a preservar os direitos sociais constitucionais”.

Problema solucionado
Por meio da assessoria, a Prefeitura de Natividade confirmou que o veículo que atendia o distrito sofreu problemas mecânicos. O Paço afirma que Martinha Rodrigues (PTN) assumiu a administração com uma frota de ônibus escolares “sucateada”, o que justificaria a fundição do motor da Volkswagen Kombi que passava pelo Distrito do Príncipe.

Apesar de admitir o problema, a gestão informou que já realizou a locação de micro-ônibus e reforça que a comunidade voltou a ser contemplada com transporte escolar. O município ainda negou que os alunos ficaram prejudicados por “aproximadamente 30 dias”, como alegaram os vereadores.

Por fim, a prefeitura esclarece que o município deverá ser contemplado com mais dois veículos visando a substituição dos mais antigos. Um veículo no valor de R$ 271,500,00 já foi empenhado via  Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e deve estar disponível no segundo semestre. O segundo virá por meio de emenda da bancada federal.


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também