CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Dez vereadores de Augustinópolis são presos suspeitos cobrar de propina; só presidente da Câmara fica solto

Dez vereadores de Augustinópolis são presos suspeitos cobrar de propina; só presidente da Câmara fica solto
5 (100%) 1 voto

A Polícia Civil cumpre na manhã desta sexta-feira, 25, mandados de prisão temporária contra dez dos 11 vereadores de Augustinópolis. Denominada Perfídia, a operação investiga cobrança de propinas para a aprovação de projetos de lei do Executivo A suspeita da corporação e do Ministério Público (MPE) é que o esquema movimentava R$ 40 mil mensalmente. A informação é do G1.

Segundo o veículo, apenas o presidente da Casa de Leis, Cícero Moutinho (PR), não foi alvo de mandado de prisão, entretanto, prestará depoimento. Os alvos foram os vereadores Antônio Silva Feitosa (PTB), Maria Luisa de Jesus do Nascimento (PP), Antônio Barbosa Sousa (SD), Antônio José Queiroz dos Santos (PSB), Edvan Neves Conceição (MDB), Ozeas Gomes Teixeira (PR), Francinildo Lopes Soares (PSDB), Angela Maria Silva Araújo de Oliveira (PSDB), Marcos Pereira de Alencar (PRB) e Wagner Mariano Uchôa Lima (MDB).

Também estão sendo cumpridos três mandados de condução coercitiva e 14 de busca e apreensão, entre eles na Prefeitura de Augustinópolis e também na Câmara de Vereadores.

Além da prisão temporária, pesam contra os investigados o afastamento do cargo de vereador por 180 dias. Os suplentes serão convocados.

As ligações do CT para a Prefeitura de Augustinópolis não foram atendidas.


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também