CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

A chave para solidez empresarial

0
A chave para solidez empresarial
5 (100%) 1 voto

Todo empresário, seja ele do agronegócio ou não, pretende construir uma empresa sólida que seja capaz de atravessar gerações. Para que isso aconteça, não há segredo – é preciso trabalhar segundo a modernidade, com processos mais avançados e com a aplicação de boas práticas de gestão e de proteção do patrimônio, sempre amenizando riscos e custos.

No caso de empresas já constituídas, a harmonia entre os sócios, a solidez do patrimônio e a eficiência da gestão pode ser resumido em uma única palavra: planejamento. É partir dele que convertemos princípios e intenções em regras claras e objetivas que poderão ser formalizadas e passarão a orientar as relações entre família, negócio e patrimônio. Essa é a chave da solidez empresarial.

Os problemas financeiros, fiscais, trabalhistas, ambientais dentre outros são inerentes ao empresário e seus negócios. Precisamos buscar formas de prevenir, negociar, gerir estes problemas, seja administrativa ou judicialmente, pois as soluções virão

EDUARDO KÜMMEL É advogado

Não podemos adivinhar o futuro, mas podemos preparar as nossas empresas para surpresas e incertezas que podem surgir ao longo do tempo. Porém, infelizmente, na realidade do agronegócio brasileiro muitas vezes o planejamento é deixado de lado, fazendo com que produtores tenham dificuldades de se preparar para eventos adversos.

Sabemos que na maioria das vezes nossas atividades são executadas dentro de uma rotina que se consolidou durante vários anos e repetem-se constantemente, pois os resultados já são conhecidos. Mas, quando se estabelece um planejamento muda-se a forma de executar as atividades. A ideia de planejamento para a solidez dos negócios é justamente determinar o caminho a ser seguido como forma da organização para não perder o direcionamento
estabelecido.

Também destaco a importância do planejamento financeiro – tarefa essencial que requer grande disciplina. O agronegócio depende de fatores externos como o clima, preço do produto e dos insumos, por isso o empresário rural deve incorporar em seu dia a dia, não somente a gestão técnica da produção e a agricultura de precisão, mas também o planejamento e controle de suas despesas, receitas e investimentos.

Os problemas financeiros, fiscais, trabalhistas, ambientais dentre outros são inerentes ao empresário e seus negócios. Precisamos buscar formas de prevenir, negociar, gerir estes problemas, seja administrativa ou judicialmente, pois as soluções virão.

Por fim, cumpre reiterar que o sucesso dos negócios se deve única e tão somente da visão dos empresários que precisam avaliar a melhor maneira de estruturar seus processos de gestão, pois assim como a esperança por dias melhores, o produtor que planta ano a ano esperando a sua melhor colheita, o planejamento sólido faz parte desta esperança.


EDUARDO KÜMMEL
É advogado e diretor da Kümmel e Kümmel Advogados Associados
E-mail: Eduardo.kummel@kummeladvogados.com.br

Leia também
Receba notícias do CT em seu e-mail
Inscreva-se para receber as últimas novidades e atualizações diretamente no seu e-mail.
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento
Comentários
Carregando...