CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.
governo-mobile-2

Com contrato não renovado, Valor Ambiental quer receber R$ 11,7 mi de pendências pela coleta do lixo de Palmas

Com o contrato com a Valor Ambiental encerrando nesta terça-feira, 26, a Prefeitura de Palmas assinou emergencialmente com a M Construções e Serviços para garantir os serviços de coleta de lixo. O vínculo de 180 dias com a nova empresa custará R$ 16.204.382,40 aos cofres do municípios.

Dispensa de licitação

O processo de contratação da nova empresa ocorreu por meio de dispensa de licitação. O Paço decidiu não renovar o contrato com a Valor Ambiental. Ainda no dia 11 deste mês o município emitiu nota à imprensa para expor uma suspensão dos serviços de coleta de lixo, mesmo tendo pago os serviços medidos.

Valor fala em dívida

Entretanto, uma proposta da Valor Ambiental à Prefeitura de Palmas do dia 7 deste mês cita uma dívida do Paço de R$ 11,7 milhões. Mas, conforme levantado pela Coluna do CT, a pendência chegaria a R$ 16 milhões, com valores atualizados.

Desconto negado

Nesta proposta, a Valor Ambiental ofereceu 10% de desconto em cima dos R$ 16 milhões caso a Prefeitura de Palmas acertasse a dívida com a empresa. Apesar da condições, o Paço preferiu fazer uma nova contratação.

Nova empresa responde ação na Paraíba

A M Construções e Serviços responde ação de improbidade administrativa na Paraíba. O Ministério Público apontou que a empresa não tinha licença de operação ambiental necessária para realizar a coleta de resíduos sólidos naquele estado, mas mesmo assim foi contratada pelo município de Bayeux e com aditivos que teriam causado prejuízo ao erário


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também