CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Entidades de servidores cobram participação no debate sobre alterações no regime de Previdência de Gurupi

O Sindicato dos Servidores Públicos (Sisemg) e as Associações dos Professores Universitários (Apug) e dos Servidores Administrativos (AsaUnirg) da Universidade de Gurupi (Unirg) acionaram na manhã dessa segunda-feira, 11, o Instituto de Previdência Social do município (GurupiPrev) para pedir cópias das atas das reuniões realizadas pela comissão criada por ato do prefeito Laurez Moreira (PSDB) com o objetivo de propor alterações na Lei do Regime Próprio da Previdência Social (RPPS) da cidade.

Minuta pronta sem participação dos servidores

Presidente da Apug, o professor Gilberto Correia da Silva relata que apresentou ofício ainda em 16 de março para solicitar a inclusão de nomes indicados pelo funcionalismo para compor o grupo de trabalho sobre as mudanças no RPPS. “Só na semana passada tivemos o retorno”, relata. Apesar disto, o presidente da comissão, Sylmar Brito, afirmou às entidades que a minuta do projeto de lei já estaria pronta, aguardando apenas a aprovação do colegiado para ser enviada ao Paço.

Representantes dos servidores nunca foram convocados

A presidente do Sisemg, Lucileia Barbosa Nascimento, alerta que até os novos membros não foram sequer convocados ou convidados para participar de nenhuma reunião, ainda que remota. “Com isso os servidores municipais de Gurupi e da Unirg ficaram sem participar do debate sobre as questões previdenciárias do município, que serão alteradas e que irão impactar a todos os servidores”, alertou.

Falta transparência

O presidente da AsaUnirg, Leonardo Ribeiro ressalta que a presença dos servidores é imprescindível. “Percebemos a falta de transparência neste assunto tão importante quanto delicado, que afeta a vida de todos os servidores de Gurupi, que poderão ter muitas dificuldades quando chegar a aposentadoria. Então pedimos transparência e muito debate para que possamos esclarecer e informar nossas categorias de trabalhadores públicos”, emenda.

A Coluna do CT acionou a Secretaria de Comunicação de Gurupi e aguarda manifestação sobre os questionamentos do funcionalismo.


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também