CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Governo do Tocantins realiza Censo da cadeia produtiva na apicultura e meliponicultura no Estado

A produção de mel no Tocantins é uma atividade em potencial de crescimento, principalmente para geração de renda na agricultura familiar.  Neste sentido, o Governo do Estado, por meio da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro) Federação Tocantinense de Apicultur(Fetoap), Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins) e parceiros realizam em 2022, o Censo para mapeamento da cadeia produtiva da apicultura  e meliponicultura tocantinense.

O mapeamento tem como objetivo apresentar dados detalhados e atualizados, da produção, produtividade e qualidade dos produtos que realizam a atividade nesta cadeia produtiva no Tocantins. E ainda realizar o mapeamento das regiões com melhores vocações para a produção de mel, considerando a alta biodiversidade da região.

Para a Médica Veterinária da Seagro, Érika Jardim, o censo faz parte do planejamento estratégico da Câmara Setorial da Apicultura tocantinense. “A realização deste Censo é condição primeira para elaboração de políticas públicas de desenvolvimento da apicultura e meliponicultura, diante da realidade que encontramos seremos capazes de propormos metas e executarmos ações que fortaleçam fortaleça a apicultura tocantinense”, destacou.

Projeto

O projeto de mapeamento foi elaborado pelo Ruraltins e aprovado pelo Conselho de Desenvolvimento Econômico, o qual será coordenado pela Federação Tocantinense de Apicultura- Fetoap/Seagro/Ruraltins.

Dados

Dados de 2017 registra um total de aproximadamente 1.300 apicultores distribuídos e 53 associações, sendo que a produção de mel no Estado é consideravelmente pequena, registrando 73,6 toneladas, o que representa 0,17 da produção nacional, com uma produção média de 56,60 quilos de mel por apicultor.

Parceiros

O Censo será financiado no valor de R$ 350 mil pelo Fundo de Desenvolvimento Econômico do Estado do Tocantins (FDE), vinculado à Secretaria da Indústria e Comércio e Serviços (Sics). O mapeamento contará ainda com a apoio e cooperação de entidades governamentais e não governamentais que trabalham diretamente com apicultores e meliponicultores como a, Secretaria Estadual de Agricultura(Seagro); Agência de Defesa Agropecuária (Adapec); Secretaria do Trabalho e Assistência Social (Setas); Secretaria de Desenvolvimento Rural do Município (Seder); Universidade Federal do Tocantins (UFT); Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa); dentre outros parceiros. (Da assessoria de imprensa)


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também