CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

ATM diz que Carlesse “foi infeliz” ao falar de demora de prefeitos em buscar vacinas e sugere mais pontos de distribuição

Em nota, o presidente da Associação Tocantinense de Municípios (ATM), Diogo Borges, afirmou que a entidade discorda da afirmação do governador Mauro Carlesse (PSL) de que alguns prefeitos demoram três ou quatro dias para buscar as vacinas contra a Covid-19. “Na avaliação da grande maioria de prefeitos e prefeitas do Tocantins, o governador foi infeliz em suas palavras”, diz a nota.

Estado não vai in loco

De acordo com a ATM, os municípios já resgataram 95% das doses recebidas pelo governo do Estado, e os gestores municipais “não têm medido esforços para buscar os imunizantes nos dois únicos pontos de distribuição do Estado”. “O governo do Estado não vai in loco distribuir as vacinas nos municípios, como fazem outros Estados da Federação, nem coloca profissionais de saúde à disposição para auxiliar na aplicação das doses, principalmente nas grandes cidades”, afirma a nota.

Mais pontos de distribuição

Por fim, a ATM se colocou à disposição do governo do Estado “para discutir soluções concretas para aumentar o ritmo de aplicações das doses”. “E pede ao governo que, se possível, amplie os pontos de distribuição, para outras regiões do Estado como Bico do Papagaio, sudeste e sul”, sugere a associação.

Confira a íntegra da nota:

A Associação Tocantinense de Municípios (ATM) discorda das declarações proferidas pelo governador do Estado, Mauro Carlesse, de que parece haver um possível demora por parte dos Municípios e seus representantes ao resgate de doses da vacina contra a COVID-19 nas unidades do Laboratório Central de Saúde Pública do Tocantins (Lacen-TO), de Palmas e Araguaína.

A priori, a ATM ressalta que, no combate a pandemia, não há uma competição, mas sim uma cooperação, uma relação tripartite de execução dos serviços de saúde, no qual os entes federativos se ajudam, sem cobrar ou transferir o cumprimento de responsabilidades. Na avaliação da grande maioria de prefeitos e prefeitas do Tocantins, o governador foi infeliz em suas palavras.

Atualmente, os Municípios já resgataram 95% das doses recebidas pelo Governo do Estado, e os gestores municipais não têm medido esforços para buscar os imunizantes nos dois únicos pontos de distribuição do Estado. O Governo do Estado não vai in loco distribuir as vacinas nos Municípios, como fazem outros Estados da Federação, nem coloca profissionais de saúde à disposição para auxiliar na aplicação das doses, principalmente nas grandes cidades.

Os Municípios seguem de forma contínua o processo de vacinação dos grupos prioritários a serem imunizados, resgatando e armazenando corretamente as doses, promovendo a comunicação Social e a busca ativa e, principalmente, aplicado as doses que lhe são cabidas. A ATM se coloca à inteira disposição do Governo do Estado para discutir soluções concretas para aumentar o ritmo de aplicações das doses, e pede ao governo que, se possível, amplie os pontos de distribuição, para outras regiões do estado como Bico do Papagaio, Sudeste e Sul.

Sem mais a declarar.

Diogo Borges
Presidente


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também