CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Com base derretendo, Amastha desiste da candidatura ao governo: “Me perdoem se frustrei alguém”

0
Com base derretendo, Amastha desiste da candidatura ao governo: “Me perdoem se frustrei alguém”
5 (100%) 3 votos

Um dia depois de ser confirmado como candidato a governador, Carlos Amastha (PSB)  anunciou que desistiu de disputar o Palácio Araguaia. O comunicado foi feito por meio de vídeo publicado nas redes sociais. O ex-prefeito de Palmas justifica que a desistência ocorre pela saída do PTB e do PCdoB de sua base. Os dois partidos ficaram insatisfeitos com a montagem das chapas proporcionais. “Não participaria sem eles”, decretou o pessebista.

No vídeo de quase três minutos, Carlos Amastha comenta que tudo “parecia encaminhado” e destacou que o projeto para governo do Estado contava com “mais capilaridade”, mas esbarrou na formação das chapas para a Assembleia Legislativa. “Infelizmente as coligações proporcionais não foram bem sucedidas. Com a saída do PCdoB e do PTB […] perde a essência o projeto”, afirma o ex-candidato ao governo do Tocantins.

“Mesmo sendo um projeto com totais e absolutas chances de vitória, não participaria sem eles [PTB e PCdoB]. Não tenho nenhum desejo de Poder, nada me move a não ser o sonho de transformar este Tocantins, e para transformar o Tocantins preciso deles do meu lado. Peço desculpas se machuquei alguém. Coloco à disposição para ser substituído como candidato a governador. Sem a volta deles, não tem a mais mínima chance de eu ser candidato”, completa Carlos Amastha.

LEIA MAIS

BOM DIA – Amastha, então, desistiu por causa do PTB e PCdoB? Conta outra

O pessebista reserva parte do anúncio para agradecer os senadores Vicentinho Alves (PR) e Ataídes Oliveira (PSDB), bem como o empresário Oswaldo Stival, que compunham a chapa majoritária que era encabeçada por ele. O destaque foi dado ao republicano. “Muito grato ao senador Vicentinho Alves. Foi muito bacana a convivência e mudei de opinião. Errar é humano e corrigir é muito melhor. Se mostrou uma pessoa de boas intenções com o qual me senti muito à vontade nesta caminhada”, afirmou.

Por fim, Carlos Amastha pede desculpas por ter causado alguma frustração. “Me perdoem se frustrei alguém, mas sempre fiz política com muita paixão, seriedade, honestidade, e imbuído apenas no propósito de fazer um mundo melhor para vocês, suas famílias e porque não também para mim”, encerrou.

Conforme o CT apurou, Amastha enviou uma mensagem aos senadores Vicentinho Alves (PR) e Ataídes Oliveira (PSDB), em que agradece e comunica da desistência. Ele também ligou para a prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro (PSDB), para avisar.

Vicentinho Alves e Ataídes e o prefeito de Gurupi, Laurez Moreira (PSDB), devem se reunir com Amastha para entender a situação.

Ainda conforme o site apurou, a amigos, o ex-prefeito reclamou da condução do coordenador de sua campanha, Adir Gentil, por ter insistido no chapão e por cedido às pressões do MDB.

No PTB e no PCdoB, a informação é de que a decisão de deixar a campanha de Amastha é definitiva.

Veja abaixo a íntegra do comunicado:


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também