CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Cresce no Brasil número leitos de internação no SUS com pandemia, menos no Tocantins e em Santa Catarina

Veja a curva de leitos por região (Imagem: CFM)

Levantamento do Conselho Federal de Medicina (CFM) junto ao Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES) mostra que a pandemia de Covid-19 interrompeu uma década de queda em leitos de internação na rede pública. Praticamente todos os estados da federação expandiram o acesso a um espaço aqueles que precisam permanecer em um hospital por mais de 24 horas, exceto o Tocantins e Santa Catarina.

Queda do número de leitos em meio à pandemia

Conforme os números levantados pelo CFM, Santa Catarina contabilizou em junho 134 leitos a menos do que em fevereiro, quando deu-se início a pandemia no País. Já o Tocantins neste mesmo período perdeu somente 13. O estudo sai quando o Estado acaba de registrar 253 hospitalizadas por conta da Covid-19, 97 delas em Unidades de Terapia Intensiva (UTI), o maior número até então.

Histórico do Estado

Na última década, o maior número de leitos de internação registrado pelo Tocantins foi em 2019, com 2.341. Este número caiu em janeiro deste ano para 2.288, manteve-se em 2.327 em fevereiro, março e abril, mas chegou fechou junho em 2.314. O Estudo também trouxe números apenas da Capital. No caso de Palmas, chama a atenção a manutenção de 519 leitos de internação desde 2019.

Veja os números:

Dados do CFM

COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também