CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Na despedida da pasta, Ridoval Chiareloto diz que fez “um pouquinho do que poderia fazer”

Na despedida da pasta, Ridoval Chiareloto diz que fez “um pouquinho do que poderia fazer”
5 (100%) 10 votos

Uma confraternização na tarde dessa quinta-feira, 7, marcou a despedida do secretário da Indústria, Comércio e Serviços, Ridoval Chiareloto, que, como a Coluna do CT antecipou, entregou o cargo ao governador Mauro Carlesse (DEM) na quarta-feira, 6. O momento de emoção na secretaria contou com um representante dos empresários, o presidente da Associação Comercial e Industrial de Palmas, Joseph Madeira.

Sem mágoa

Em seu discurso, Chiareloto disse que “não sai triste nem magoado com ninguém”. Ele revelou que já recebeu ligações de importantes líderes de Goiás, como Marconi Perillo e Vanderlan Cardoso, dizendo que estão sentindo sua falta por lá. O ex-secretário é empresário de sucesso em Anápolis.

Um pouquinho do que poderia fazer

Chiareloto contou que, no Tocantins, encontrou “um apoio muito grande da sociedade, principalmente dos empresários”. “Fiz um pouquinho do que poderia fazer. Eu queria ideias grandes para o Tocantins. Acho que os grandes projetos para o Tocantins se dariam a partir do terceiro ano. Não se implanta os grandes projetos muito rápido. Se faz com o decorrer do tempo, com a ajuda de todas as secretarias, das federações, de todas as associações e apoio do governador”, afirmou.

Muito breve, muito precoce

O presidente da Acipa, Joseph Madeira, disse que Chiareloto deixa o governo “muito breve, muito precoce”, mas, ao mesmo tempo, com uma “intensidade que foi essa breve convivência”. “O quanto o senhor nos tocou, não pela autoridade, não pelo cargo, mas pelo ser humano, a pessoa que o senhor é”, disse o líder empresarial palmense.

Deixa um grande legado

Madeira contou ter tido contato com vários secretários. “Mas nenhum em que tivéssemos essa proximidade de alma como ser humano. Soma experiência, soma generosidade, soma comprometimento e sensibilidade com servidores, com o Estado, com a missão de que foi incumbido. O senhor nos deixa um grande legado, um grande aprendizado e uma fonte de inspiração”, discursou o presidente da Acipa.


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: [email protected]

Leia também