CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

PRE pede cassação dos diplomas de Olyntho Neto e Tiago Dimas

0
PRE pede cassação dos diplomas de Olyntho Neto e Tiago Dimas
3.3 (66.67%) 3 votos

A Procuradoria-Regional Eleitoral (PRE) apresentou duas representações nesta quinta-feira, 20, para pedir a cassação dos diplomas de Olyntho Neto (PSDB), reeleito deputado estadual; e Tiago Dimas (SD), alçado à Câmara Federal no pleito de outubro. A informação é do Jornal do Tocantins. O CT busca a confirmação dos processos, que ainda não podem ser encontrados no Processo Judicial Eletrônico (PJe).

O pedido contra Olyntho Neto teria sido motivado pelo episódio em que seu irmão, Luís Rotoli, foi abordado em carro da Assembleia Legislativa do Tocantins (ALTO) junto com motorista Edilson Ferreira, assessor militar da Casa de Leis, com R$ 500 mil em espécie. Isto no dia 1º de outubro, mês da eleição. Já contra Tiago Dimas pesa o uso de R$ 1 milhão em recursos próprios na campanha, sendo que declarou apenas R$328.357,81 à Justiça Eleitoral. O deputado federal eleito disse em nota não ter conhecimento da representação e garante que não cometeu qualquer irregularidade.

Outras ações
A Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) também pediu a cassação do diploma da deputada federal reeleita Dulce Miranda (MDB) por ter transferido verbas destinadas a campanhas femininas para candidatos homens. O órgão do Ministério Público Federal (MPF) também quer que estender a punição Nilton Franco (MDB), Jair Farias (MDB) e Zé Haroldo (MDB), os beneficiários da transferência. Os dois primeiros foram alçados à Assembleia Legislativa.

Leia a íntegra da nota de Tiago Dimas:

“A respeito do noticiado pela imprensa sobre processo eleitoral, o deputado federal eleito Tiago Dimas esclarece que:

Ainda não teve acesso às alegações que motivaram ao noticiado pedido; e
Provará que não houve nenhuma irregularidade na sua prestação de contas e nas suas movimentações financeiras, que são de origem lícitas advindas das suas atividades empresariais, fruto de muito trabalho.
O parlamentar, que fez a maior votação do Estado para o cargo e a quinta maior do Brasil proporcionalmente, reafirma que sua campanha foi transparente, respeitou as normas eleitorais e mantém o seu compromisso de desempenhar um mandato que orgulhará os tocantinenses.”


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: [email protected]

Leia também