CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Reunidos no TO, vereadores do País cobram mais recursos para os municípios

Durante a Marcha de Vereadores a Brasília, que acontecerá em abril, os parlamentares vão pressionar o governo federal a fazer novo Pacto Federativo

0
Reunidos no TO, vereadores do País cobram mais recursos para os municípios
5 (100%) 1 voto

Representantes dos vereadores dos Estados de Ceará, Rondônia, Mato Grosso, Paraná, Maranhão, Rio Grande do Sul e Goiás se reuniram quarta, 7, e quinta-feira, 8, no Tocantins para discutir as demandas do Legislativo. Ao CT, o presidente da União dos Vereadores do Brasil (UVB), Gilson Conzatti, disse que um dos assuntos tratados foi a mobilização para Marcha dos Vereadores, que acontecerá em abril.

A principal reivindicação da categoria que vai ser levada à Brasília durante o movimento é a redivisão dos recursos públicos. “Tirar um pouco da União e passar para os municípios”, afirmou o dirigente da UVB. Segundo ele, as dificuldades financeiras dos municípios aumentam a cada ano, enquanto que a maior fatia da arrecadação fica concentrada na União.

“O que nós estamos propondo é que se faça esse novo Pacto Federativo e que não se tenha tanta obrigação para os municípios, sem contrapartida do governo federal”, explicou Conzatti, que é vereador de Iraí (RS).

Conzatti, sobre o novo Pacto Federativo: “Tirar um pouco da União e passar para os municípios” (Foto: Internet)

Com intenção de dar “bom exemplo”, a chamada da Marcha dos Vereadores será: “O novo começa em nós”. Conforme Conzatti, não adianta o parlamentar cobrar do Congresso Nacional ética e transparência, se na Câmara Municipal ele não apresenta ação positiva e faz o mesmo que os políticos de Brasília: “Dando apoio ao prefeito por troca de cargos e ganhando benefícios para apoiar projetos”, exemplifica. “Nós entendemos que a política tem que ser modificada, mas começando pela Câmara de Vereadores”, observa.

Reforma da Previdência
A cada 60 dias ocorre o Fórum dos Presidentes das Entidades Estaduais. Nesse mês, o Tocantins foi o Estado sede da reunião. Além de tratar da mobilização em Brasília, os parlamentares também discutiram sobre os repasses do duodécimo às Câmaras Municipais, a padronização de uma carteira de identificação do vereador e a Reforma da Previdência.

Segundo o dirigente da UVB, as entidades são contrárias a proposta da forma que foi apresentada. “No ano passado, nós apresentamos à Comissão da Reforma da Previdência, ao Senado e aos deputados federais o nosso posicionamento contrário. Aí foi apresentado algumas ideias, algumas mudanças. Nós entendemos que a Reforma é importante, mas não da forma que foi apresentada no projeto original”, disse o parlamentar.

Homenagens
Após a reunião, em sessão solene, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Mauro Carlesse (PHS), recebeu da UVB o Mérito Municipalista através da medalha Fernando Dias, que foi o primeiro presidente da UVB. “O presidente da Assembleia tem feito o trabalho de valorizar os municípios, então, ele vai receber essa homenagem”, disse Gilson Conzatti.

Outros parlamentares estaduais receberam carteiras funcionais “amigo da UVET” e um certificado. Foram homenageados os deputados Wanderlei Barbosa (SD), Elenil da Penha (MDB), José Bonifácio (PR), Paulo Mourão (PT), Valderez Castelo Branco (PP), Toinho Andrade (PSD) e Amélio Cayres (SD). O dirigente da União dos Vereadores do Estado do Tocantins (Uvet), Terciliano Gomes também participou do evento.


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também