CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

“Vocês me deram uma alegria imensa”, diz Siqueira na abertura de exposição em sua homenagem

“Vocês me deram uma alegria imensa”, diz Siqueira na abertura de exposição em sua homenagem
4 (80%) 2 votos

Foi muito prestigiada a abertura da exposição fotográfica Siqueira Campos, um Estadista do Setentrião Goiano ao Tocantins, na noite dessa quinta-feira, 14, no Memorial Coluna Prestes, em Palmas. Entre os presentes, o governador Mauro Carlesse (PHS), o presidente da Assembleia, Antônio Andrade (PHS); o procurador-geral de Justiça, José Omar de Almeida Júnior; os prefeitos de Palmas, Cinthia Ribeiro (PSDB), de Gurupi, Laurez Moreira (PSDB), e de Brejinho de Nazaré, Miyuki Hiashida; deputados, desembargadores, conselheiros e muitos líderes de todo o Estado. “Vocês me deram uma alegria imensa”, afirmou Siqueira em seu pronunciamento.

A exposição é uma homenagem ao ex-governador Siqueira Campos, político que administrou por quatro vezes o Estado e liderou na Constituinte de 1988 a luta pela sua criação. A exposição estará aberta à visitação desta sexta, 15, até 19 de junho. Com entrada gratuita, ficará aberta ao público das 8 às 18 horas.

No discurso, Siqueira afirmou que queria ter feito mais pelo Estado. “Quem sabe ainda poderei fazer mais alguma coisa pelo Tocantins. Ao dizer isso não estou querendo dizer que serei candidato a alguma coisa, não serei”, avisou, arrancando risos dos presentes.

O ex-governador, que passou por uma delicada cirurgia no intestino em setembro, permanecendo internado por dois meses, falou em alguns momentos que sua situação de saúde é frágil.

Ele ainda elogiou várias vezes o governador Mauro Carlesse. “Carlesse é um homem que vai transformar muita coisa neste Estado. Tenho uma confiança ilimitada nele. No final do mandato dele, o Estado será outro”, garantiu Siqueira.

O governador afirmou estar honrado pela oportunidade de conviver com um líder da expressão de Siqueira Campos, que dedicou grande parte de sua vida pela criação do Estado do Tocantins. “O  senhor Siqueira Campos é um exemplo para todos nós. Um homem visionário e que lutou muito pela criação do Tocantins. Esta e tantas outras homenagens que ele possa receber serão todas merecidas por tudo que ele fez e continua fazendo pelo nosso Estado, pois se tem uma coisa que o senhor Siqueira não cansa de fazer, é trabalhar”, afirmou o Carlesse.

A exposição foi idealizada e organizada pelo conselho do Tribunal de Contas do Tocantins, José Wagner Praxedes. Além de homenagear o ex-governador Siqueira Campos, a exposição resgata a luta libertária da população do antigo norte de Goiás pela criação do Tocantins, iniciada no século XVIII, por Teotônio Segurado. 

Perfil
José Wilson Siqueira Campos, 90 anos, é cearense de Crato, onde nasceu em 1º de agosto de 1928. Chegou ao Tocantins em meados dos anos 1960. Elegeu-se vereador de Colinas com maior votação (1965) e foi escolhido presidente da Câmara (1966).

Siqueira Campos foi quatro vezes deputado federal pelo então norte goiano. Com a criação do Tocantins, em 1988, foi eleito governador para o mandato tampão de dois anos (1988 a 1990), quando definiu o local e lançou a pedra fundamental da capital, Palmas. Voltou a se eleger para comandar o Palácio Araguaia em 1994, e foi reeleito em 1998.

Em 2005, seu grupo político, a poderosa União do Tocantins se dividiu com a saída do então governador Marcelo Miranda, que foi para o MDB. Em 2006 Siqueira perdeu a eleição para Marcelo, mas ingressou com a ação que resultou na primeira cassação do emedebista pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em 2009.

Contudo, Siqueira não assumiu o governo como esperava, mas o então presidente da Assembleia, Carlos Gaguim.

Em 2010, o ex-governador enfrentou Gaguim e venceu as eleições. Ele, porém, renunciou ao mandato em 2014, faltando oitos meses apenas para o seu final.

Em 2018, com a saúde fragilizada, Siqueira desistiu de disputar a vaga de senador, para a qual era favorito, mas assumiu a primeira suplência de Eduardo Gomes (SD).

Em setembro o ex-governador ficou internado por dois meses em São Paulo após uma cirurgia no intestino, e, pela primeira vez, não votou numa eleição no Estado.

Já de volta ao Tocantins, Siqueira foi o protagonista da solenidade dos eleitos, em dezembro, no Tribunal Regional Eleitoral do Estado (TRE-TO), ao receber o diploma de primeiro suplente numa cadeira de rodas, ao lado do senador Eduardo Gomes.

Ouça o discurso do ex-governador Siqueira Campos no Podcast CT:

 


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também