CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Wanderlei está fora das eleições municipais de Palmas, mas deixa o PHS, incorporado por partido de Dimas

Tido como nome do Palácio Araguaia para a disputa, o vice-governador Wanderlei Barbosa (sem partido) está fora das eleições municipais de Palmas. Ele contou à Coluna do CT que, pelo momento político, em meio à crise provocada pelo novo coronavírus, a Covid-19, preferiu ficar no cargo para contribuir com o governador Mauro Carlesse (DEM) durante guerra do Estado contra a pandemia.

Partido ficou com Dimas

Wanderlei ainda decidiu que ficará sem partido. Isso porque sua legenda, o PHS, foi incorporada pelo Podemos, que hoje é presidido no Tocantins pelo prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas, adversário do governo do Tocantins.

Achou mais prudente

O vice-governador disse que vinha já esfriando sua pré-candidatura nas últimas semanas em função da urgência do momento. “Achei prudente ficar no cargo e cumprir minha missão com o governador. Estamos juntos desde o início e assim será até o fim do mandato. Lá na frente verei como será”, afirmou.

Vai se agravar

Segundo ele, há a possibilidade de a crise sanitária se agravar também no Estado, como está ocorrendo em todo o Brasil. “Assim, não dá para ficar pensando em eleição neste momento”, avaliou.

Indícios

Nos bastidores já havia indícios de que Wanderlei não disputaria as eleições. Um deles foi a filiação de seu irmão, o presidente da Câmara, Marilon Barbosa (ex-PSB), ao DEM, partido que caminha para a apoiar a reeleição da prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro (PSDB), também adversária do Palácio Araguaia.


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também