CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Advogada de Palmas que chegou a ir para UTI com coronavírus diz que achou que morreria: “Pensa numa coisa ruim”

Advogada de Palmas que chegou a ir para UTI com coronavírus diz que achou que morreria: “Pensa numa coisa ruim”
3.5 (70%) 2 votos

A advogada Maria Lúcia Machado de Castro contou à Coluna do CT o sofrimento que passou após ter sido infectada pela Covid-19, o novo coronavírus. “Pensei que ia morrer”, disse ela, que, aos 62 anos, está no grupo de risco e chegou a ficar por vários dias internada numa UTI.

Dores nas costas

Ela disse que teve contato com a primeira paciente de Covid-19, durante uma reunião de advogadas no dia 11, da qual participou como conselheira da Seccional Tocantins da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-TO). Maria Lúcia contou que embarcou para São Paulo no dia 13, para aulas do curso de pós-graduação, já sentindo dores nas costas. “Pensei que foi por causa das escalas do voo”, afirmou a advogada.

Dor na garganta

Contudo, já assistiu aulas na capital paulista sentindo calafrios e chegou a fazer gargarejo com sal e vinagre, já que estava com um pouco de dor na garganta.

70% dos pulmões infectados

Ao voltar a Palmas, as dores nas costas se agravaram e ela fez uma tomografia no dia 15, quando foi constatado que 70% de seus pulmões estavam infectados. “Se eu estivesse esperado o exame para confirmar se era coronavírus, com certeza, tinha sido enterrada há vários dias”, disse a advogada. Ela ficou internada e o teste dias depois confirmou a Covid-19.

Não dá tempo

Ela saiu somente da UTI nesta terça-feira, 31, e contou não se lembrar por quantos dias ficou na unidade de terapia intensiva. Agora está em recuperação no quarto do hospital. “Pensa numa coisa ruim! Muita gente morre porque não dá tempo de fazer o exame para saber se está ou não com coronavírus”, afirmou.


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: [email protected]

Leia também