CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Homenagem do Sindepol a Olyntho Neto faz delegado anunciar desfiliação; entidade fala em agradecimento a todos por aprovação de isenção

A presidente do Sindicato dos Delegados do Tocantins (Sindepol), Sarah Lilian, esteve na Assembleia Legislativa na manhã de terça-feira, 7, para participar da sessão extraordinária que definiu a destinação de R$ 2,4 milhões em emendas para aparelhar as delegacias  reestruturar o Sistema Integrado de Operações (Siop). Entretanto, a agenda da sindicalista também foi marcada por uma homenagem aos parlamentares que propuseram a isenção do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) na aquisição de armas de fogo e munições. Olyntho Neto (PSDB) esteve entre os agraciados, o que gerou reações.

Adriano de Aguiar Carvalho, delegado de Polícia Civil (Foto: Reprodução)

Um ultraje

Adversário da atual presidente na eleição do sindicato, quando disputou como 2º secretário da chapa derrotada, o delegado Adriano de Aguiar Carvalho comunicou imediatamente a desfiliação ao Sindepol ao tomar conhecimento da homenagem prestada a Olyntho Neto. “Por uma questão de coesão e moralidade, sou obrigado a deixar de integrar qualquer agremiação que veja no referido parlamentar qualidades dignas de honrarias. […] Qualquer vinculação da imagem dos delegados de Polícia Civil a esse deputado é, antes de tudo, um ultraje”, disparou.

Perseguidor-mor

No comunicado ao sindicato, Adriano Carvalho coloca Olyntho Neto como “perseguidor-mor” da categoria, não só por ter dado voto favorável aos questionáveis Manual de Procedimentos e novo Estatuto, como também pela emenda constitucional que tirou dos delegados o direito de vitaliciedade e a inamovibilidade. Ele também cita o tucano como investigado. Após ver o pai e irmão – João e Luiz – indiciados por associação criminosa, falsidade ideológica e crimes ambientais no âmbito da Operação Expurgo, o parlamentar se viu alvo de um inquérito diferente por ter foro por prerrogativa de função.

Agradecimento não foi exclusivo a Olyntho Neto

Acionado pela Coluna do CT, o Sindepol esclareceu que a agenda foi feita em conjunto com os sindicatos dos Peritos (Sindiperito) e dos Policiais Civis (Sinpol) como forma agradecer a aprovação da matéria de isenção de imposto. “Não se tratava de uma homenagem ao deputado Olyntho Neto, mas sim um agradecimento a todos que votaram a favor da Lei de Isenção de ICMS nas compras de armas e munições”, resume a entidade, que aproveitou para avisar que a agenda também serviu para apresentar uma contraproposta à Reforma da Previdência da categoria.

Leia abaixo a íntegra da nota do Sindepol, o comunicado de desfiliação de Adriano Carvalho e publicação de Olyntho Neto sobre a homenagem:

“Resposta ao Portal de Notícias CT

Na manhã desta terça-feira, 07, a presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia Civil do Tocantins (Sindepol/TO), Sarah Lilian, o presidente do Sindicato de Peritos Oficiais do Estado do Tocantins (Sindiperito), Silvio Marinho Jaca, e a presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Tocantins (Sinpol/TO), Suzi Francisca, estiveram presentes na Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins para participar da sessão extraordinária. A Presidente do Sindepol/TO, Sarah Lilian, deixa claro de não se tratava de uma homenagem ao Deputado Olyntho Neto, mas sim um agradecimento a todos os Deputados que votaram a favor da Lei de Isenção de ICMS nas compras de armas e munições.

Além disso, esclarece que foi uma visita aos Deputados com o intuito de pedir o apoio com relação a contraposta feita pelas instituições (Sindepol/TO, Sinpol/TO e Sindiperito) sobre a Reforma da Previdência prevista para os servidores estaduais e pediram o apoio dos parlamentares na votação, de acordo com os pontos apresentados.

Outro ponto importante para ressaltar é que o Sindicato dos Delegados trabalha em prol de toda uma classe visando o bem coletivo dos seus filiados.


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: [email protected]

Leia também