CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Sesau confirma que leitos de Covid-19 no Hospital de Porto vão ser transformados em UTIs convencionais

A Secretaria da Saúde do Tocantins (Sesau) emitiu nota na tarde desta terça-feira, 28, para esclarecer que os leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes com Covid-19 no Hospital Regional de Porto Nacional (HRPN) serão transformados em UTIs convencionais. O procedimento de transição está na fase final de transição e deve ser concluído em cerca de dez dias.

Fim do contrato e falta recursos

O contrato que o Estado mantinha com a Inmed Gestão para a administração dos leitos de Covid-19 no HRPN venceu na segunda-feira, 27, e não foi renovado por falta de interesse da empresa, optando pela transformação dos mesmos em UTIs convencionais. Na nota, a Sesau destaca que o projeto do Estado é manter esta estrutura hospitalar ampliada pela pandemia, mas entende ser “inviável” a manutenção do modelo, seja pela redução do número de caso com o avanço da vacinação ou pela falta de repasses por parte do Ministério da Saúde (MS).

O secretário estadual da Saúde do Tocantins, Edgar Tollini, já havia antecipado em reunião com o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Tocantins (Cosems), na quinta-feira, 23, que não vai desativar unidades de terapia intensiva (UTI) de Porto Nacional e Augustinópolis, instaladas por conta da Covid-19. Segundo o secretário elas serão transformadas em UTIs convencionais e ficarão como um legado para os municípios. “Quero tranquilizar todos os gestores e afirmar que continuaremos mantendo estes leitos para proporcionar agilidade no atendimento de casos que necessitam de tratamento intensivo”, explicou na reunião.

Leia abaixo a íntegra da nota de esclarecimento:

“A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que, desde o início da pandemia, tem trabalhado arduamente para garantir atendimentos dignos à população tocantinense. O Estado tornou-se, inclusive, referência para o Ministério da Saúde (MS) quando recebeu pacientes de outras unidades federadas, em colapso durante o pico pandêmico decorrente da Covid-19.

A SES destaca que a ampliação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), levada a efeito durante a pandemia, deverá ser mantida em todo o Estado, sem prejuízo à população assistida. Entretanto, com a queda no número de casos, inviável sua manutenção nesses moldes – até mesmo pela falta de repasses por parte do MS. Por tal razão, haverá a transformação daqueles leitos UTI Covid-19, para UTIs convencionais.

A SES enfatiza que a transformação dos leitos iniciará pelo Hospital Regional de Porto Nacional. Os 10 leitos exclusivos para tratamento de UTI Covid-19 – que estavam sob a administração da empresa Inmed Gestão, cujo contrato venceu em 27/09 e não foi renovado por desinteresse da contratada – passarão a funcionar como UTIs convencionais.

A SES esclarece, por fim, que está em processo de finalização dos trâmites burocráticos e legais – o que deverá ocorrer nos próximos 10 (dez) dias – visando garantir o funcionamento dos referidos leitos. Importante frisar que eles garantirão a manutenção da ampliação dos serviços intensivos para os 13 municípios da Região de Saúde Amor Perfeito, a qual o Hospital Regional de Porto Nacional (HRPN) é referência.

Palmas, 28 de setembro de 2021
Secretaria de Estado da Saúde
Governo do Tocantins”


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também