CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

Bailarina do TO ganha bolsa em escola americana, mas precisa de R$ 27 mil para despesas

Qualificação vai acontecer de 2 a 26 de julho na Academy of Ballet School; família vai fazer uma rifa e um espetáculo para levantar o montante

0
Bailarina do TO ganha bolsa em escola americana, mas precisa de R$ 27 mil para despesas
5 (100%) 3 votos

A tocantinense Maria Eduarda Aparecida Oliveira, 13 anos, precisa arrecadar R$ 27.450. Ela ganhou uma bolsa para fazer um curso na Academy of Ballet School, a melhor escola americana de dança clássica, em New York, nos Estados Unidos, mas a família não tem condições para bancar as passagens aéreas e a hospedagem da bailarina.

“Nós não temos condições financeiras. Sou autônoma. O meu dinheiro é pouco. Nesse valor estão incluídos hotel e passagens aéreas”, disse, em entrevista ao CT, a mãe da pequena bailarina, Gabriela Márcia Luz de Souza, lembrando que a qualificação vai acontecer de 2 a 26 de julho.

Conforme Gabriela, Maria Eduarda está no sexto ano, é uma das integrantes do Ballet Popular do Tocantins [projeto do governo], bolsista de jazz contemporâneo no Studio Innovare e estuda inglês no CNA.

Ações
Para ajudar a levantar o montante, Maria Eduarda ganhou um espaço para a realização de um espetáculo que terá a renda investida na viagem. “Precisamos contar com a ajuda de amigos para que o espetáculo dançando entre Dois Mundos possa acontecer”, explicou a mãe da bailarina.

O evento está previsto para ocorrer no dia 20 de maio, às 19 horas, no Teatro Fernanda Montenegro, em Palmas. Os ingressos podem ser adquiridos no Studio Inovare, Fundação Cultural de Palmas, Ballet Popular do Tocantins, Evidence Ballet, na ginástica rítmica Sibapa e Shopping Capim Dourado, nos valores R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).

De acordo com Gabriela, além do espetáculo, a família também realiza a rifa de uma bezerra. “Os bilhetes estão sendo vendidos no valor de valor de R$ 10 e podem ser comprados na Casa de Cultura Unirg, com Sheila Carvalho, ou comigo, por meio do telefone (63) 99228 7747”, disse.

Paixão pelo ballet
A dança clássica nasceu na vida da bailarina quando ela ainda era uma criança. “O ballet surgiu na vida de Maria Eduarda quando ela tinha apenas 4 anos de idade na cidade de Gurupi. Nesse período ela começou a fazer jazz contemporâneo e outras modalidades na Casa de Cultura Unirg”, lembrou Gabriela.

Segundo a mãe, em 2014, a família foi para São Paulo onde Maria Eduarda fez teatro e algumas peças na Casa de Cultura de Santana de Parnaíba São Paulo. “Tudo sempre envolvendo o balé clássico. Em 2015, ela fez curso pelo Bolshoi em Joinville. Em Julho de 2018, fez o curso de férias Mostra de Dança em São Paulo”, enumerou.

A bailarina
Apenar da pouca idade, Maria Eduarda já tem várias apresentações no currículo. Ela participou da peça Aurora da minha vida no Teatro Fátima do Vale, em São Paulo. No Cine Teatro Santana de Parnaíba, participou da peça Drama da Paixão. Em 2014, fez ballet na Casa de Cultura de São Paulo.  Participou também de um programa de TV, Turma do Barulho, na cidade paulista. Foi princesa do Projeto Viva Vida, além de participar de vários shows do grupo Força Pop na mesma cidade.

Em novembro de 2017, a bailarina ganhou então a vaga na melhor Escola Americana de Ballet: O American Academy of Ballet School, em Nova York, para fazer o curso de Verão Júnior “Summer Scholl”, em julho de 2018.

“Sempre tive muito treino e dedicação pela dança. No balé clássico, já fiz ponta, pas de deux, variação, alongamento, contemporâneo, teatro musical, maquiagem e história da dança”, descreveu a tocantinense esperançosa.

Durante a entrevista, ela não esqueceu de citar o seu dia-a-dia no seu Estado natal. “Entrei para o Balé Popular do Tocantins fazendo três horas diárias e devido ao meu esforço e dedicação, ganhei uma bolsa no Studio Innovare onde faço teatro, jazz e treinos meus solos. Também participei da apresentação de final de ano e fiquei em primeiro lugar no pódio da ginástica rítmica.  Em novembro de 2017, o ballet Popular do Tocantins organizou essa audição quando fui selecionada para o curso júnior Summer School”, contou.

Espetáculo
Maria Eduarda falou sobre o espetáculo que a família quer realizar. “Ganhei um espaço para o espetáculo ‘Dançando Entre Dois Mundos’. Nele, eu irei dançar um solo neoclássico e um solo livre.  Contudo, para acontecer este espetáculo, eu dependo das academias, dos professores de dança e dos alunos. Se todos ajudarem, tudo vai acontecer. Precisamos também vender os ingressos”, lembrou.

Conta para doações
Para receber as doações de quem se sentir tocado com o sonho de Maria Eduarda, a família criou a conta.

Banco: Bradesco
Agência:  0590
Conta poupança:  1002531-1
Maria Eduarda Aparecida oliveira

As pessoas também podem contribuir clicando aqui.

Leia também
Receba notícias do CT em seu e-mail
Inscreva-se para receber as últimas novidades e atualizações diretamente no seu e-mail.
Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento
Comentários
Carregando...