CLEBER TOLEDO
Atender a sociedade com um espaço de comunicação apartidário, focado na cidadania e comprometido com o desenvolvimento regional.

História de 12 mulheres na Guerrilha do Araguaia no Theatro Fernanda Montenegro neste sábado

História de 12 mulheres na Guerrilha do Araguaia no Theatro Fernanda Montenegro neste sábado
avaliar matéria

O Theatro Fernanda Montenegro recebe neste sábado, 3, às 20 horas, o espetáculo “Guerrilheiras ou Para a Terra não há desaparecidos”, que conta a história de 12 mulheres que lutaram e morreram em um dos mais importantes e violentos conflitos armados da ditadura militar, a Guerrilha do Araguaia. O ingresso custa R$ 20 (inteira).

Poema cênico

Conforme os organizadores, por meio de um diálogo entre a ficção e o documentário, “Guerrilheiras ou para aterra não há desaparecidos” é um poema cênico criado a partir da história dessas mulheres e que mostra suas lutas e memórias do que viveram e deixaram naquela região.

Relembrar e iluminar a história

A peça também busca iluminar esse importante episódio da história do país ainda tão sombrio. “Certas coisas devem ser feitas: manter a chama acesa, relembrar e iluminar a história das lutas e dos lutadores, com todas as contradições que cada luta carrega”, defendeu a diretora da peça, Georgette Fadel.


COMENTÁRIOS

Os comentários nas matérias do CT devem ser postados nas redes sociais pelos links:
https://www.facebook.com/PortalCT
https://Twitter.com/PortalCT
Contato com a Redação: redacao@clebertoledo.com.br

Leia também